19 de julho de 2009

Serial Killers - Assassino do Zodíaco

Oi gente, primeiro desculpa por não ter postado ontem, como o MEDO já disse eu virei titia (de novo pq eu já tenho um subrinho que o MEDO simplesmente excluiu coitado Oo) e estava na minha irmã só que a net dela não quis funcionar ¬¬'. Vou postar sobre o serial killer hoje e muito obrigada mesmo pelos parabéns. :)

_


O Assassino do Zodíaco atuou no Norte da Califórnia durante o final da década de 1960.
O primeiro casal assassinado foi morto a tiros em 1968 próximo ao reservatório de São Francisco (EUA) poucos dias antes do Natal. Era o início de uma série de crimes que deixaria em pânico a população local entre a década de 60 e 70. No ano seguinte, no dia 4 de julho, um outro casal foi atacado de forma semelhante: baleados dentro de um carro, a garota, que era muito parecida com a primeira vítima, morreu na hora, mas seu namorado, mesmo gravemente ferido sobreviveu e fez uma descrição do assassino: ele seria um homem alto e musculoso e estava perseguindo sua namorada há alguns dias.
Depois deste crime o assassino passou a escrever cartas endereçadas a polícia, onde se identificava como "...o assassino dos dois adolescentes do último Natal e da garota do 4 de Julho...". Algum tempo depois um novo casal foi atacado. Eles foram amarrados em uma árvore e esfaqueados por um homem encapuzado. Novamente apenas o namorado sobreviveu. Numa nova carta a polícia o assassino afirmou: "...Adoro matar pessoas...é mais divertido do que caçar, porque o homem é o animal mais perigoso de todos" _ "Meu nome é Zodíaco. Matei dez pessoas, e matarei ainda mais. Quando morrer renascerei no paraíso e todos que matei serão meus escravos."
A partir daí o assassino passou a ter um nome e uma motivação. Passou também a ter fama nacional por "jogar" com a polícia.
Seu próximo crime foi o assassinato de um taxista. Em novas cartas, o Assassino do Zodíaco ameaçou atacar um ônibus escolar e matar as crianças uma a uma. Ameaçou também explodir um ônibus, o diagrama da bomba que seria usada foi enviado à polícia e se revelou realmente funcional.
Usando o depoimento dos poucos sobreviventes a polícia realizou um retrato falado e traçou um perfil psicológico do criminoso: ele seria branco, teria cabelos ruivos e curtos, óculos grossos com armação preta, musculoso, bem vestido, bom atirador, conhecedor de química, fabricação de bombas, história, mitologia, ocultismo e ainda por cima (devido a citações de suas cartas) era um cinéfilo.
O Assassino do Zodíaco nunca foi capturado e em sua última carta afirmou que mudaria o modo de seus assassinatos, fazendo com que seus crimes parecessem apenas assaltos seguidos de morte e que não se comunicaria mais com a polícia. Zombou novamente da polícia dizendo que nunca seria preso.
Seus crimes inspiraram filmes como " Perseguidor Implacável " e "Zodíaco”.

Ultimas notícias

“O "assassino do zodíaco" ressurge do túmulo”

“O Assassino do Zodíaco voltou. Quatro décadas após esse misterioso homicida em série ter aterrorizado a baía de San Franciso, seu espectro e sua enigmática assinatura, uma cruz dentro de um círculo, voltaram aos jornais. No fim dos anos 1960, ele matou pelo menos cinco pessoas (mas acredita-se que ele tenha deixado cerca de 30 vítimas), enviou cartas enigmáticas e criptogramas para a imprensa, manteve um diálogo com a polícia de San Francisco através dos diários, e inspirou pelo menos outros dois assassinos em Nova York e no Japão. Durante anos foi um mestre da fuga, que a polícia não conseguiu deter. Os agentes o descreveram na época como "um criminoso torpe, um mentiroso, e possivelmente um homossexual latente".Segundo um inesperado depoimento, o Assassino do Zodíaco era Guy Ward Hendrickson, um carpinteiro de Orange County, pai de seis filhos, que faleceu há 26 anos. A responsável por revelar a informação foi sua filha, Deborah Pérez, de 47 anos, que tinha cerca de sete quando aconteceram os assassinatos, e que, inconscientemente, se viu obrigada a ajudar seu pai a cometer suas maldades.Se a polícia confirmar esses fatos, Deborah Pérez terá herdado de seu pai a espetaculosidade da encenação. Simbolicamente, escolheu as escadarias da sede do "San Francisco Chronicle", um jornal para o qual o assassino enviou várias cartas, para fazer essa revelação na quarta-feira da semana passada. Dezenas de repórteres ouviram seu testemunho, entre a penitência e a catarse, sempre com uma lágrima a ponto de escorrer sobre a face."Quero reparar todos seus erros", ela disse. "Só quero que saibam a verdade." Revelou que acompanhou seu pai em dois dos assassinatos, que escreveu uma carta em nome de seu pai ao fiscal Melvin Belli e que tem sob sua guarda um dos "troféus" de seu pai: os óculos daquele que até agora foi sua última vítima confirmada, um taxista assassinado em 1969 - um objeto que, segundo a investigação policial, desapareceu da cena do crime. A carta que ela diz ter escrito, datada de dezembro de 1969, poderia ser, de fato, obra de uma criança. Cheia de erros de ortografia, começava com um: "Querido Melvin, sou o Zodíaco, te desejo um Feliz Natal".Pérez contratou os serviços da empresa de relações públicas Edward Lozzi, e está finalizando um documentário sobre a vida de seu pai, no qual detalha as provas que demonstram que ele foi o Zodíaco. Ela disse que, ainda que a polícia só tenha confirmado cinco vítimas do assassino, seu pai matou mais de 30, e que carregava um caderno, hoje desaparecido, no qual escrevia e ilustrava sobre seus assassinatos. Em suas cartas, o Zodíaco disse ter matado 37 pessoas.Em muitos de seus assassinatos ele seguiu um mesmo padrão: atacou casais de jovens que estavam em algum encontro romântico. Aparecia do nada, com um revólver ou com uma faca na mão, às vezes usando um capuz. Algumas de suas vítimas escaparam e puderam relatar o fato. Em outras ocasiões, o agressor sequestrou mulheres sozinhas na estrada ou assassinou taxistas à queima-roupa.A suposta filha do Zodíaco começou a ligar os pontos em 2007. Então lançaram um filme de David Fincher sobre este caso, protagonizado por Jake Gyllenhall e Robert Downey Jr. A mídia norte-americana reviveu a febre dos assassinos em série. O programa "K" exibiu um especial sobre o Zodíaco. E Pérez reconheceu seu pai em um retrato-falado. Quando era pequena, não havia se dado conta de que naquela noite em que seu pai a levou para dar um passeio, não tinha ouvido dois rojões, mas sim dois tiros."Reconheci aquela pessoa como meu pai", ela disse. "Investiguei sobre o Assassino do Zodíaco", e me surpreendi de encontrar cartões e cartas da polícia que haviam sido escritas por meu pai ou por mim mesma". Nesse exercício de autoanálise, Pérez se lembrou de como escreveu aquela carta, porque pensava que seu pai precisava de ajuda urgente.Todos os anos o "Chronicle" recebe centenas de cartas e telefonemas de cidadãos que dizem conhecer a verdadeira identidade do Zodíaco. Até agora, a própria família de Pérez desmentiu sua versão dos fatos. Sua irmã, Janice Hendrickson, 65, disse que seu pai "não faria mal a uma mosca". Contudo, Pérez diz ter provas que, com uma análise de DNA, podem ser determinantes. A polícia garante que retomará um caso que nunca foi totalmente encerrado.”

Noticia do dia 06/05/2009 retirada do site UOL.

Fontes: casadohorror , UOL, wikipédia, cinemaemcena.



Bons pesadelos...

12 comentários:

yago disse...

Legall
materias sobre serial killers sao sempre interessantes ^^

Maria Inês disse...

concordo com o de cima



parabens pequena estrela! =)

;) disse...

Esse serial killer foi um dos mais fodas na minha opinião

Pena que o filme recente que saiu sobre ele é muito enrolado e cansativo , prefiro o clássico apesar de ter um jogo de cameras de novela

AUHAHUHAUAHUAUA

Parabéns pelo post

.Frank. disse...

Posts assim prendem a pessoa na frente da tela , Muuito bom!

Chacon disse...

Reví o filme e fu na net procurar alguma coisa e...:
July 1992: Definite Zodiac victim Mike Mageau picked Allen out of a police photo lineup, saying "That's him! He's the man who shot me!"

Que é exatamente a cena final do filme, ou seja o Leigh é o Assassino do Zodiaco.

Concordo que esse foi o mais fodão, acho que mais que o Jack

Luxferia disse...

Cara... A-do-ro esses posts sobre serial killers! Adoro mesmo!!!

Adoro serial killers que não são pegos (apesar de que eu torço para que os peguem), mostra o quanto a polícia foi incapaz e que precisa melhorar. Adoro principalmente se for tipo o Jigsaw.

Poxa, eu ainda não consegui ver o filme, quero muito ver!

Ah, mas sinceramente, o tio Jack é o melhor... É pioneiro!

Rebecca Joy disse...

adoro essas historias sobre os misterios q humanindade guarda tambem concordo como de cima o tio Jack é o melhor ainda o mais falado ate hoje

Lagartixa disse...

posts de seriais killers sao muito legais. Concordo que o jack é pioneiro, mas acho que o ted bundy é o mais putaqueparivelmente doente mental e sádico de todos. Nem conhecia esse do zodiaco...na verdade espero que todos queimem no colo do capeta...rsrsrs

Liniker Jordan :D disse...

reparem na foto que encontrei:
http://inconscientecoletivo.net/wp-content/uploads/2008/10/zodiac-killer-1-tm.jpg

gostei da história!

Anônimo disse...

o zodiaco era o pai da mulher do cartunista...........

Frank Lucas disse...

Muito show esse site o dono esta de parabéns se quiser pode colocar o link desse site no meu fica a vontade

Meu site de tattoo Se me permite estou colocando um aqui também





http://tatuagens-feminina.blogspot.com.br
 
 








.

Frank Lucas disse...

Muito show seu site o dono esta de parabéns se quiser pode colocar o link dele no meu site:

 Tatuagens masculinas 
Tatuagens de dragões 
Tatuagens nas pernas  
Tatuagens tribal  
Tatuagens de carpa  
Tatuagens de fênix  
Tatuagens de tigre  
Tatuagens de águia  
.