21 de agosto de 2009

Serial Killers - Francisco Costa Rocha


Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho era vendedor de livros e consórcio e estudando de direito, morava em São Paulo e ficou conhecido por matar duas mulheres nos anos de 1966 e 1976.


Assassinatos


1º Crime
Francisco Costa Rocha cometeu seu primeiro assassinato em 1966, sua vitima era Margareth, uma boêmia conhecida de seus amigos, após passarem em alguns restaurantes e bares, Francisco a convidou para ir até seu apartamento que era dividido com seu amigo Caio e ela aceitou a proposta. Eles nem ao menos fizeram tiveram relações sexuais, após algum tempo, ele começou a apresentar um jeito violento, e tentou estrangulá-la com a mão realizando o ato com o cinto. Após ver Margareth morta no quarto, pensou que deveria sumir com o corpo dali. Começou a cortar pelos seios, depois foi tirando os músculos e cortando nas articulações, a fim de que o corpo ficasse menor para poder esconder usando gilete, tesoura e faca. Demorou cerca de 3 a 4 horas até terminar de esquartejar a vitima e colocar dentro de uma sacola. Assim que Caio chegou ao apartamento Francisco lhe falou que havia matado alguém. Não revelou como, nem porque, mas disse que o corpo ainda estava ali. Pediu um tempo para Caio para que pudesse avisar sua mãe e contratar um advogado, então viajou à procura de sua mãe. Ao chegar, avisou uma amiga e não teve coragem de falar o que realmente acontecera, apenas informando que algo de grave havia ocorrido, e pedindo para avisar sua mãe. Ao retornar, seu amigo Caio havia avisado ao delegado de homicídios, que prendeu Francisco, que não reagiu à prisão em momento algum. Por causa desse assassinato ele foi condenado a 17 anos de prisão.


_


No tempo em que esteve preso ele casou-se com uma russa a ex-faxineira de seu apartamento e teve um bom comportamento na cadeia. Eles tiveram uma filha e Francisco porém se separaram antes do nascimento da criança, foi solto antes de cumprir toda a pena, ficando assim apenas 8 anos na prisão. A libertação foi possível com o aval de psiquiatras e peritos que atestaram que Francisco Costa Rocha estava recuperado e apto para voltar a viver em sociedade.
No dia 14 de setembro de 1976, dois anos depois de ser libertado ele tentou matar por esganadura a prostituta Rosemarie Michelucci em um hotel na zona leste de São Paulo que por sorte conseguiu escapar.

_

2º Crime
No dia 16 de outubro de 1976, Francisco Costa Rocha estrangulou e esquartejou outra mulher, a prostituta Angela de Souza da Silva, conhecida como a "moça da peruca". O crime aconteceu em um apartamento na Avenida Rio Branco, centro de São Paulo, região da "Boca do Lixo" que Francisco Costa Rocha dividia com um amigo, porém, desta vez, esquartejou sua vítima com um cuidado muito maior, e tentou jogar alguns pedaços pelo vaso. Ele tinha conhecido a prostituta horas antes em um bar e após o crime voltou a fugir para o Rio de Janeiro sendo preso 28 dias depois em uma Praça de Duque de Caxias quando lia uma revista que relatava sua vida de crime. Ele foi condenado novamente.
Na época, a exibição pela imprensa das fotos de suas vítimas cortadas em pedaços sensibilizou bastante a opinião pública, fazendo com que o criminoso fosse condenado a 30 anos de prisão.

Prisão

Chico continua preso até hoje no Hospital de Custódia e Tratamento de Taubaté, em São Paulo. Deveria ter sido colocado em liberdade em 1998 já que a legislação estabelece que ninguém pode ficar preso mais de 30 anos. Porém com base em laudos médicos e psiquiátricos, o Ministério Público de São Paulo conseguiu a interdição de "Chico Picadinho" na Justiça Civil. O motivo é que Francisco Costa Rocha é incapaz de regular seus próprios atos e se for solto voltará a esquartejar e assassinar outras pessoas. Sendo assim ele cumpre uma espécie de prisão perpétua.
Hoje passa seus dias na prisão pintando e diz que ao cometer seus crimes agiu sob a influência do romance "Crime e Castigo" de Dostoiévsky, a quem chamou de Deus numa entrevista.

Entrevista

Em entrevista exclusiva para o Vale Paraibano na Casa de Custódia em Taubaté, ele garante que está recuperado e que está pronto para recomeçar.


Vale Paraibano - Você saiu recentemente pela primeira vez desde 76 para visitar sua família em Campo Grande (RJ). Como foi esta visita?Francisco Costa Rocha - Bem significativa para mim. Um passo adiante que eu dei no sentido de demonstrar que eu posso exercer domínio sobre meus atos. Fui sem algemas, em carro aberto, com um agente penitenciário, um motorista e uma assistente social.


VP - Quem você visitou no Rio?
FCR - Minha mãe, que está com 80 anos de idade.


VP - E seus filhos?
FCR - Eles estão em São Paulo com minha ex-mulher. É um casal. Uma menina de 25 e um menino de 23 anos.


VP - Eles vêm visitá-lo aqui?
FCR - Não. Eles não têm vindo me visitar. Depois que eu sair vou procurar estabelecer contatos. Traumatiza ter um pai que cometeu crimes assim tão brutais e marcantes.


VP - E como foi rever sua mãe?
FCR - Há cerca de 10 anos a gente não se via. Foi uma emoção, principalmente na chegada e na saída. Uma visita inesquecível e fez um muito bem, tanto para mim quanto para ela.


VP - Quando você sair daqui você pretende viver com sua mãe?
FCR - Até o último dia de minha vida. Ela está viúva, inválida. Precisa ser cuidada dia e noite.


VP - A sua mãe te perdoou?
FCR - Foi a primeira pessoa a me perdoar. A primeira a quem pedi perdão. Através do tempo surgiu um remorso, um arrependimento. Se bem que de início surge uma revolta contra você mesmo por ter cometido um ato assim tão abominável. Esse ódio vem contra você de tal modo que você fica entre a cruz e a espada. É um tormento. Depois o remorso. Em mim ocorreu a partir do momento que eu me voltei para Deus.


VP - Refletindo esse tempo na prisão o que você acha que o levou a cometer os crimes?
FCR - Tem muito a ver com a neurose, fruto de uma falta de sentido que a gente pode ter em determinados períodos da vida. Meu primeiro crime, por exemplo, eu tinha 24 anos de idade, era jovem. Existia a falta de sentido da vida, por causa de bebidas e drogas. Uma forma de fuga.


VP - Que tipo de relação você tinha com suas vítimas?
FCR - Elas faziam parte da vida noturna. Pessoas também com seus problemas que afogam na bebida, no sexo, na vida irresponsável. Não havia afeto. Nesse tipo de crime a afetividade inexiste, pelo menos no meu caso. Eram pessoas que eu conheci naquela mesma noite em que aconteceu.


VP - Como você vê sua situação penal?
FCR- Eu acho uma situação absurda, kafkiana. Porque se eu tivesse saído agora e apresentado um comportamento irregular com necessidade de ser contido, aí sim a família tomaria providência e eu iria para instituição. Mas meu caso não é de doença mental, são distúrbios de personalidade que me levaram ao crime. Minha faculdade mental está normal, conservada. A única coisa que se apegam para pedir minha internação é a questão da periculosidade latente, ou seja, o potencial que você tem para prática de determinados atos. Como um carro que tem X potência, mas não quer dizer que vá usá-la.


VP - Você cumpriu a primeira pena, foi solto e voltou a matar. Que garantias você daria que essa periculosidade latente não iria se manifestar novamente?
FCR - Ela poderia aflorar em situações semelhantes às anteriores. Teria que estar na vida noturna, sem sentido de vida, fazendo uso de bebidas, me dedicando a relacionamento sexual promíscuo. Teria que estar no centro de uma cidade como São Paulo. Uma área com um cenário dos crimes. No primeiro eu tinha 24 anos e no segundo 34. Hoje eu estou com 58. Muita coisa mudou. Mudei fisicamente e interiormente. No primeiro eu estava drogado com anfetaminas, já dependente do uso de bebida. Eu estava no bar, estava bebendo. Ocorreu o crime e eu não sabia explicar a mim mesmo. Fui preso em apartamento em Copacabana no Rio e assumi imediatamente. É como um sonho, um pesadelo. Quando fui preso senti alívio. Por isso na viagem que fiz nem passou pela minha cabeça fugir, porque eu já vivi este drama. Não quero viver assim.


VP - Na época você fazia o que?
FCR - Eu era corretor de imóveis.


VP - E hoje, saindo da prisão, o que você vai fazer? Investir na pintura?
FCR - Não como meio de vida, ganha pão. É uma terapia. Eu amo a pintura. Eu não viveria dela inicialmente.


VP - Mas hoje você vive dela.
FCR - Aqui sim. Eu vendo três, quatro, cinco quadros em um mês... Em outro vendo apenas um. O dinheiro é para meus gastos, sobrevivência. O primeiro passo é ir para casa. Há dois anos eu saberia o que fazer. Meu padrasto era vivo e tinha um armazém fechado que eu poderia estabelecer um comércio qualquer. Mas ele morreu e entrou em espólio. O que existe da minha parte é uma predisposição de encarar qualquer coisa.


VP - Sua vida daria um livro?
FCR - Vários. Tenho propostas nesse sentido. Para contar histórias sobre a prisão, escrever sobre São Paulo na década de 60. Eu servi na Aeronáutica na renúncia de Jânio, na revolução de 64. Posso contar como era São Paulo naquele tempo. Tudo mudou hoje


VP - Tem esperanças de sair em breve?
FCR - Lógico. Minha luta é essa. Cumpri minha pena em 7 de junho de 98. Em 95 vim para cá porque pedi regime semi-aberto. Porque não me deram medida de segurança ao invés reclusão? Não satisfeito o Ministério Público pediu ao Tribunal de Justiça minha internação. Me pegou de surpresa. Ninguém esperava isso. Vem alvará de soltura, assino e não vou em liberdade, permanecendo preso ilegalmente. Quero mostrar que estou no meu estado normal, que eu sei me nortear. Tenho consciência do que eu cometi e tenho pagado por isto todos estes anos. Saio com confiança em Deus.


Bons pesadelos...

31 comentários:

Mariana Pupo disse...

Realmente, o cara parece ser mentalmente normal pela entrevista..
Mas quem sou eu para dizer isso! :D

W disse...

Realmente D:
e ficar pesquisando sobre serial killers deve dar um trabalho tremendo hehe
Enfim ,otimo post!

Anônimo disse...

Nossa muito bom, adorei...mas parece que estava digitando com muita pressa eeheehehhe...esse SK te chocou Estrelita?

celestinoxp disse...

Oi, aceita troca de links?
O meu blog tem PR4.

Link --> http://celestinoxp.blogspot.com

Nanda disse...

SK me intrigam...
Na verdade foi um dos motivos para eu fazer psicologia,atuar na area de Criminal...

Muito bom o post, cm sempre!

Gisele disse...

Cara, quando eutava lendo a descrição de como ele cortou o corpo da vítima eu fiquei com nojo O.o

Excelente texto

Anônimo disse...

*-* Maataaaar

mataaaar! *-*

Anônimo disse...

*-* Maataaaar

mataaaar! *-*

Elriolt disse...

Ótimo post P.E. =]
A maioria dos serial killers presos uma hora ou outra acabam se dizendo devotos de deus não é =P?

danilo matanza disse...

é parece ser normal mais não é esse cara é doido mesmo caralho
3 horas para picar uma vitima usava
serra elétrica,machado,facão era mais fácil ai era só colocar numa mala e desovar em algum canto ou comprar ácido sulfúrico e mergulhava ela dentro!!! depois iria ficar bem mais fácil pra se livrar do resto mais vai saber!!!

mariana disse...

Jáa pesquisei varios SK e tava esperando ele aparecer aki :DD

òtimo post *-*

HeRdK disse...

qual e condiçao pra pessoa ser julgada como serial killer? tipo tem gente q mata 17 de uma vez com uma arma e nao e serial killer ele mato duas e e um serial killer^^ podia mi tirar esta duvida^^

Priscila disse...

Po você só sabe postar serial killers? não sabe postar outra coisa estrela sei lá do que,se não sabe postar deixa isso para quem faça direito. porque seus posts ultimamente tem sido decadentes, por favor..

pequena estrela disse...

HeRdK
pois é, eu tbm não entendi, mais ele ta na categoria.

Priscila
fassa o favor de ficar quieta se for pra falar merda qnd abrir a boca! se vc não sabe isso é uma série! todo sábado tem serial killer, eu já perguntei se queriam q eu parasse com isso e muitas pessoas me pediram para continuar, na verdade vc é a primeira a falar isso então não vai ser sua opinião q vai acabar com os SK aqui. agr se os posts tem sido decadentes e vc faz melhor pede uma vaga pro MEDO, quem sabe ele não tem da. ;)

mandy disse...

É isso ae pequena estrela! disse tudo!!! essa tal de Priscila é bem folgada mesmo! mereceu!kkkk

Anônimo disse...

Bom... o pequena estrela analfabeta, você deveria incluir-se como uma serial killer, vem cometendo crimes com a lingua portuguesa direto e não é a primeira vez, quanto ao seu faSSa, acho você mais ignorante que qualquer um serial desses ai, vejo que o medoB tem que começar a incluir algumas questões de soletração na entrevista de vocês para fazer os posts do blog que caiu de qualidade depois que ele se afastou e você tomou conta sem conhecer o mesmo e não curto ficar fazendo postagens em blogs, nada contra, só não é do meu feitil=(do meu interesse para os ignorantes), eu acompanho esse blog antes mesmo de você se dar por gente ou entrar na puberdade, bom priscila é minha mulher, hoje tenho 28 anos e sou diretor de divisão de secretarias no tribunal de justiça de santa catarina, duvidas? sou formado em direito pela UFSC, tenho doutorado e termino ano que vem meu PHD. posso dar aula de letras para você "PEQUENA ANALFABETA ESTRELINHA SEM BRILHO".

Medo B. disse...

Anônimo se vc entrega todo seu curriculo nos comentários, pq posta como anonimo ?

Se ficou ofendido pela resposta que foi dada a sua mulher, podia pedir pelo menos pra ela ser para mais educada.

chamou a autora de "estrela sei la do que".
infelizmente nem todos os posts vão agradar a todos, os posts de parque por exemplo, mt gente gosto, e alguns reclamaram

mas o SK ate agora, ninguem tinha reclamado, é uma serie sempre elogiada e q sempre foi feita pela pequena estrela.

Qt a erros d portugues eu msm erro bastante e não posso fala nada, e pelo q aparece ai pela net nosso blog nao é ruin...

q bom q vc acompanha o blog entao ja reparou q todo sabado tem SK nao é ??? =p
avisa a priscila!!

Abrços

EUU GOSTO DOS SKs, quem gosta levanta a mão o/

pequena estrela disse...

novamente?
tem gnt q não tem oq fazer mesmo. e olha q ele se diz todo ocupado!

danilo matanza disse...

putz é cada uma que aparece
pô essa série sk é muito loka
meu tem uma porrada de cara que nenca ouvi falar na minha vida
vcs do MEDO B TÃO DE PARABÉNS
VCS SÃO MUITO FODÃO,CONTINUEM COM TRABALHO DA HORA!!!!MUITO MUITO FODA É ISSO, AEEE AWAY!!! :)

Anônimo disse...

Fala sério o cara querendo tirar uma aqui no Blog... quem ker saber do curriculum dele? sai dae seu seu bobão...E Pequena Estrela não se ofende com esse pessoal, isso é inveja pq vc PODE e eles NÃO PODEM BANDO DE INVEJOSOS!

Muahuahauahah ADORO SK!

Ramon disse...

Diretor, doutor, terminando PHD nooooooooossa gente esse cara é um "gênio", rsrsrsrsr que coisa mais tosca, é sério galera esse comentário foi um dos mais ridículos que já vi, parabéns pequena estrela muito boa a série!

mandy disse...

PUTZ Q CARA MALA! c mata xD sua mulher deveria tr + respeito msm!E grand coisa oq vc é, aki ninguém esta muito interessado em saber! xD putz, dois ignorantes!

Jujju disse...

Espero que ele não saiaaaa... Medoooo tremendo...

Nossa estúpido o anônimo ali acima eim?! Meu Deus, onde está a educação das pessoas?
Além disso eu acho que um "diretor de divisão de secretarias no tribunal de justiça de santa catarina" deveria ter mais trabalho a fazer... Alias, vc e sua mulher... se nao gostam do MEDO B, vá fazer seu próprio Blog, sr. PHD...

Eu gosto muito da Série... e gosto do medo B... venho aqui todos os dias...

Jujju disse...

\o/ SK forever...!!!!

Jujju disse...

HeRdK, mas ate onde sei os SK tem uma forma peculiar de matar, geralmente guardam algo para se lembrar da vítima...preferem matar com as mãos do que com armas e não tem um motivo aparente para o fazer, são motivos psicológicos, impulsos... os crimes são parecidos... enfim, tem algumas coisas que identificam os SK, a maioria deles não tem sentimentos, como culpa (no caso esse afirmou que por um periodo se sentia assim), e eles geralmente tem uma vida dupla... é lógico que podem existir diferenças, se tratando do ser humano, nada é uma ciencia exata... espero ter ajudado...

William disse...

nossa, a mãe dele mora no meu bairro, se eu soubesse a rua, iria lá

=[

Diaba disse...

Se preocupa não, pequena estrela, você escreve muito bem, sim!Esses pequenos erros serão corrigidos com o tempo e com uma revisão! Você só tende a melhorar, garota! E anonimos estúpidos, ignorantes e obviamente fakes - pq alguem do dito calibre ali, não falaria porcaria sem saber do assunto - bloqueie todos os anonimos. Medo, só permita comentários com identificação, tire a opção anonimo.
A série é ótima, continue. O blog é mto bom na sua proposta, que é falar sobre coisas relacionadas a terror ou sobrenatural.

Beijos da Diaba =]

Kalu disse...

o cara todo metido phd. o caralho a quatro, vem aqui, ao inves de pegar e esclarecer a duvida da pessoa la em cima, da diferença do sk para os assasinatos comun...não vem falar M**** ele e a mulher dele... quer saber pega teus diplomas e teu cargo e mete no C*... pois tu acha que teu carguinho vai intimidar as pessoas a não responderem a altura pra tua mulher???? tas enganado seu lok.......

quanto a diferença o rapaz ai em cima disse quase tudo....

SK- mata em serie. ele escolhe as vitimas, planeja, e sacia uma necessidade que só tem logica para ele, matando em um certo padrão... estas pessoas sofrem de patologias mentais, que por diversos motivos pessoais levam a estas ações. os crimes em sua maioria são cometidos sem um motivo aparente...neste caso ele matou duas pessoas, mas não fugiu do padrão de sks...

ja um assasinato normal, mesmo que envolva mais pessoas, 10 por exemplo, pode se dar pela oportunidade, ou a necessidade de realizar o crime, tendo em vista os motivos, vingança, queima de arquivo...ou ate mesmo um surto o cara enlouquece e entra na aula descarregando uma tec9, mas ele tem um motivo mesmo que este seja emocional, mesmo ele tendo premeditado....pois foi uma ação de explosão....por cima é esta a diferença....

Dayane disse...

Otimo post Parabens!!!
Eu já conhecia a história e os crimes de Francisco.
Ele teve uma infancia muito dificil e sofrida,o que de maneira alguma justifica as atrocidades que cometeu,mas que de certa forma nos da uma ideia do que estaria por vir.
Essa entrevista eu ainda nao havia visto achei super interessante li outra entrevista em que ele fala bastante sobre sua vida e seus crimes.
Imagino que em todos estes anos em q ele esteve preso deve ter tido tempo o suficiente para refletir sobre seus crimes etc.
E acredito q por tudo q já passou na vida tenha tomado consciencia e ñ volte a matar novamente, imagino q agora ele esteja mais tranquilo e tudo.

Frank Lucas disse...

Muito show seu site o dono esta de parabéns se quiser pode colocar o link dele no meu site:

 Tatuagens masculinas 
Tatuagens de dragões 
Tatuagens nas pernas  
Tatuagens tribal  
Tatuagens de carpa  
Tatuagens de fênix  
Tatuagens de tigre  
Tatuagens de águia  
.

Williana Martins disse...

Sou uma parente de Francisco Costa Rocha (Chico Picadinho) do Espirito Santo, queria saber como faço para conseguir uma transferência dele para o Espirito Santo, assim ficaria mais fácil de ir atrás de advogados para tentar a liberdade dele, pois agora ele esta preso ilegalmente, e também ficaria mais fácil para visita-lo, sendo que só me relaciono com ele através de cartas, e há muito tempo não tenho respostas do mesmo! Desde já agradeço pela atenção!