17 de julho de 2013

Maria do Carmo: a santa profana gaúcha


É muito fácil encontrar contos ou histórias de terror na europa, mas, às vezes, esquecemos que muitas lendas estão bem perto de nós, aqui mesmo, em terras brasileiras. É a história que resolvi trazer para o blog, de uma mulher chamada "Maria do Carmo", vítima de um assassinato brutal, e parte da história da minha cidade natal.


No episódio da Guerra do Paraguai, a cidade de São Borja, fronteira oeste do Rio Grande do Sul foi saqueada e desabitada. Desta forma, muitas pessoas de outras cidades, foram trazidas para repovoar a cidade. Uma dessas pessoas era a jovem Maria do Carmo Fagundes, natural de Bagé.

Maria do Carmo era uma moça de porte médio, morena, de cabelos longos, vaidosa, que gostava muito de ir à festas, beber e fumar. Não era uma mulher como as demais de sua época. Chamava a atenção dos homens por sua beleza e estava sempre acompanhada de um amante diferente, geralmente militares. Por isso, era chamada de "prostituta", mesmo sem nunca ter vendido o próprio corpo.

Em agosto de 1890, Maria do Carmo se maquia, perfuma e vai deslumbrante para a última festa de sua vida. Era uma festa como qualquer outra que ela estava acostumada a frequentar. Lá, encontrou com vários admiradores e ex-amantes. Um, em especial, ainda estava cego de paixão por ela, mas quando a procurou, foi rejeitado. Maria do Carmo passou a noite bebendo, fumando, conversando e rindo com amigos. Não eram hábitos "bem vistos" na época, mas era o que ela gostava de fazer. A história salienta que ela era uma mulher livre e independente.

Há uma certa hora, o ex-amante que fora rejeitado mais cedo, resolve chamá-la para conversar. Maria do Carmo atende ao pedido dele, sem saber o o fim que a esperava. Dali há alguns minutos, aconteceria o crime que chocou a sociedade local, e transformaria aquela mulher em uma lenda.

Maria do Carmo foi esfaqueada até a morte. Não contente, o assassino esquartejou a vítima, e para finalizar o ato, decepou sua cabeça e a entregou como comida para cachorros. Seus restos mortais foram encontrados na área dos fundos do 2º R C MEC (quartel militar), por rapazes que moravam por perto, e enterrados próximo ao lugar onde os encontraram, junto de uma estacada em cruz rústica com o nome dela.

Apesar de sua "má reputação", Maria do Carmo era conhecida como uma mulher de bom coração, que ajudava as pessoas à sua volta. Este teria sido o principal motivo de seu assassinato ter gerado tamanha revolta pela população local, e feito com que muitas pessoas, na maioria mulheres, visitassem o local onde seus restos mortais foram enterrados. Com o aumento da devoção, nos anos 40 foi inaugurado um túmulo de alvenaria para ela.


O túmulo de Maria do Carmo é, hoje, um dos pontos turísticos da cidade de São Borja. Muitos devotos visitam o lugar para pedir bênçãos e deixar oferendas, geralmente coisas que ela gostava muito enquanto viva, como bebidas, cigarros, batons, fitas e laços. A crença nos milagres alcançados por Maria do Carmo se popularizou e hoje, passou a ser conhecida como "Santa Prostituta" ou "Santa Profana". O túmulo recebe visitas até mesmo da Argentina, pois são encontrados no local, bilhetes de agradecimento em espanhol. É visitado principalmente por mulheres, que vão interceder por casamento, amantes, namorados e até pedem proteção a seus filhos. Será que ela realiza mesmo milagres?


Seu túmulo também foi palco de dois casos de suicídio até hoje sem explicação. O primeiro, de uma mulher que ateou fogo no próprio corpo e o segundo, de um homem que tomou veneno. Quais teriam sido seus motivos? Por que escolheram o túmulo de Maria do Carmo para acabar com suas próprias vidas?


Entre relatos populares, há aqueles que dizem que o túmulo é um lugar amaldiçoado. As pessoas temem visitar aquela área à noite, e muitos homens que passaram pelo local afirmam escutar uma voz feminina chamando por eles, outros dizem escutar risos e barulho de garrafas. Houve até o caso de um militar que, passando pelo local, avistou uma moça atraente, aparentemente suja e machucada, mas ao se aproximar, a figura desaparecer diante de seus olhos. O que há de tão misterioso nesse local?

Para finalizar, um vídeo que encontrei sobre a história de Maria do Carmo, feito por estudantes de jornalismo da UNIPAMPA (sede São Borja):

 

E você? Tem algum caso sobrenatural, lenda, mito, mistério ou afim, de sua cidade? Todos os lugares tem, não é mesmo? Seu caso pode virar post aqui no Medo B! Colete informações, fotos, vídeos, o que conseguir e envie para: loucifre@proibidoler.com

Afinal, terror bom, é o terror real!

OBS: estão rolando alguns questionamentos nos comentários sobre o porquê dela ter virado "santa". Vale lembra que ela não é uma santa reconhecida pela igreja católica, mas é uma figura de devoção popular. As pessoas crêem que ela é "santa", levam oferendas, fazem pedidos e acreditam que ela os tenha realizado. Apenas isso, ela NÃO é uma santa católica, mas uma santa popular.

Post by: Loucifre
Siga no twitter: @loucifre

Bons Pesadelos...

49 comentários:

Rogue disse...

Adorei o post, como sou gaúcho já conhecia a história desde criança, e lendo isso me deu aquele friozinho na barriga. Muito bom!

Sobrevivente 01 disse...

Aqui só tem a cumade flozinha que fica em cima dos pés de qualquer coisa(coco,maçã ou sei lá o que) e dá cipoada em nego que tenta pegar as frutas.

Henry da Silva Andrade disse...

Temos uma pomba gira natural da cidade e eu não sabia. Isso me fascinou e me deixou mais orgulhoso, Salve Maria do Carmo.

Nanda Campos disse...

Nada contra, é uma história muito triste. Mas acho que considerar uma mulher que foi assassinada Santa e crer que ela faz milagres, acho que é muita crendice. Não pelo fato dela ser uma "prostituta", mas se todas as pessoas que ajudassem umas as outras e fossem assassinadas, fossem ser consideradas santas, não iam existir dias no ano suficientes para dedicar a elas. Não questiono quem acredita, mas pra mim os únicos santos que devem ser louvados são Nossa Senhora Maria, Jesus Cristo e Deus. Acredito e tenho fé, mas não me considero de nenhuma religião. Só acho que essa coisa de criar e venerar pessoas boas, mas comuns é algo humano e não sagrado.

kako Cabistani disse...

Porque diabos ela virou santa? Só pelo jeito que morreu ou porque ela era uma boa moça que ajudava os outros? Só eu achei meio incompleto a historia?

Leonardo Lutz disse...

Já aqui na minha cidade temos 2 lendas que não tem nenhuma ligação, mas que tiraram o sono de muitas crianças daqui. Uma é a da boneca mal assombrada de um museu aqui da cidade, o museu casal moschetti(http://novavicenzahotel.com.br/fotos/g201008270520.jpg) e a outra é de um túmulo, no meio da mata, que segundo as pessoas que passam por ali a noite, ouvem o choro do menino que foi morto ali. Totalmente tenso, principalmente por se tratar de uma cidade pequena do interior.

kako Cabistani disse...

Sou Ateu e só quero entender o porque ela virou santa....

Squall disse...

Na minha cidade tem a historia do cabeça de cuia

jaime zauer disse...

para uma pessoa virar santa, ela tem que realizar 3 milagres confirmados.

Rah Minucci disse...

não tem nenhuma pintura dela??

jefinho camargo disse...

curitiba nos temos a famosa loira fantasma! terror dos taxistas!

jefinho camargo disse...

curitiba nos temos a famosa loira fantasma! terror dos taxistas!

jaime zauer disse...

http://www.muitocurioso.net/2013/07/como-e-que-o-vaticano-reconhece-os.html

andressa sombra disse...

Achei legal a história, mas não vejo motivo para ser denominada "santa" logo que ela desfrutava de tudo que era visto com maus olhos pela sociedade e seu assassinato cometido por um louco (coisa que atualmente vemos diariamente nos noticiários). Sou gaúcha de Porto Alegre e admito não ter ouvido falar nessa lenda até presente momento. Acredito que o RS tenha folclores muito mais interessantes a ser contato no Blog, como por exemplo cito Maria Francelina Trenes mais conhecida como "Maria Degolada". Sou uma apreciadora do blog a algum tempo e seria realmente interessante ler mais coisas relacionada ao nosso país para aguçarmos nossos sentidos ao passar em um ambiente qualquer e sentir calafrios. O Brasil tem muitos outros folclores e histórias impactantes movida ao terror. Por que não estudarmos algo sobre a história do Brasil? Sobre a Ditadura Militar, como apreciadora do horror seria interessante conhecermos alguns lados "sombrios" de nossa pátria. Deixando claro de que tudo que disse são opiniões e críticas construtivas.

Atenciosamente,A. Sombra.

Bruna F. Baptista disse...

Eu, como são-borjense, visitei várias vezes o túmulo da Maria do Carmo, mas não conhecia a lenda dela! Haha, amei o post! x)

Paula Nascimento disse...

Na minha cidade a unica coisa que tem é de uma casa que dizem ser mau assombrada (é até relativamente perto da minha casa), parece que mataram sei lá quem nela, e diziam que quem passava em frente ela tarde da noite ouvia gemidos e barulhos... mas eu acho que isso é tudo mentira mesmo...

P Sinister disse...

Eu moro em recife, a cidade mais mal assombrada do brasil,talvez da américa latina, assombração por aqui é o que não falta. têm diversas lendas, umas muito interessantes por sinal, como a do boca de ouro, o da mulher do açude da prata, a emparedada da rua nova, etc... Tem um bairro aqui chamado de poço da panela, é lindo, mas é tão mal assombrado que dificilmente você vai encontrar alguma casa sem histórico de assombrações

Cal Tavares disse...

Bem que tu podia reunir os contos gauchescos em uma série de posts!!!
Não esquece que tem a história da Maria Degolada aqui em Porto Alegre!
Abraços!

Marcus Cestari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sparda lost daughter disse...

Aeee! Gauchos é nois!!!

Marcus Cestari disse...

Nao acho correto ser considerada Santa, nem por devotos populares. A ideia da palavra santo ou santa, refere-se ate mesmo santidade em vida. uma pessoa santa em si, nao eh a mesma coisa que uma pessoa canonizada, e/ou, que procede milagres. confesso que eh um pouco complexo e polemico, esse assunto e sua descrição. nao sou nenhum religioso, tampouco fanatico. sou agnóstico, com uma educação fundada no cristianismo. Catolico Ecuménico, casado com uma Evangelica, porem agnóstico e nao religioso. Somente vi a necessidade de comentar, pois, acho politicamente errado, as pessoas tratarem de forma santa, quem nao teve santidade em vida. bem porque, pra ser santo, nao eh so promover milagres (no qual nao acredito), nem ter morrido de forma brutal, ou ter sofrido tanto em vida a proposito de pagar seus pecados. tampouco creio de forma padrão, no pecado ou em inferno. Agnóstico eh complicado, confesso. Mas também não aceito a ignorância religiosa alheia, tomar principio idolatra de profanar quaisquer religião, com absurdos que beira ofensivismo. Respeitar a cuja dita, empatizar-se ou prestar sentimentos, eu ate entendo. mas vale lebrar que os latinos tem como santo ate, o que se enquadra como satanismo, so procurar sobre o santo dos traficantes e afins...entre outros santos diversos, do genero latino. e nao, nao adianta criticarem meu comentario, de forma infundada e inexorável, porque eu nao acredito em santo pos morte. talvez de certa forma, mas nao no conceito popular. e sim, como estudioso em teologia, antropologia e filosofia, considero a santidade em vida, e que assim, levar-se santidade em morte a denominar-se santo. milagres sao outros quinhetos. lembrando que milagres em vida ou milagres em morte, sao milagres e nao santidade. na teologia e na antropologia, milagre esta para dom, tanto quanto o santo esta para santidade e nao milagreiro. enfim. santo milagreiro eh outro contexto, e necessita uma dedicação mais estudada para nao misturar religiosidade e gerar conflitos.

enfim. esta ai uma indagação mais puritana do contexto, e menos generalizada dado o porque, ela nao teve nem de perto uma vida de santidade. esse eh o proposito de toda a coisa. Considerando que ser santo, eh ter vivido em santidade, e nao ser santo por santo...a priposito, nao tirando o merito nem da noticia nem do post. gostei muito, se nao fosse a ignorancia do povo, dito POVO, no demais, de tratar o assunto com tanta "erroneaidade". Como fa sempre assíduo do blog, deveras pinicio do mesmo, de criação e pre venda, ate hj. mantenham sempre o escudo do mdb no mesmo patamar. otimo blog.

Marcus Cestari disse...

desculpem os erros gramaticais. estou do meu dispositivo movel, que é muito desconfortável a digitaçao touch.*

Maninha disse...

Conheço essa história desde que morei em SBO.Muitas graças alcançadas, revelam-se pelas placas lá afixadas.Cachaça, cigarro, flores e adornos femininos , velas, cercam o túmulo!
Comenta-se que pedidos de militares não são atendidos!Pois o assassino era um militar graduado.

gabriel disse...

A principio eu gravei um depoimento para os Acadêmicos da Unipampa falando sobre a Maria do Carmo,pediria a gentileza aos idealizadores deste blog que retirassem a minha declaração em vídeo,pois em nenhum momento fui consultado á respeito do mesmo.

guinhu disse...

só catolico mesmo pra acredita que uma prostituta pode vira santa eu sou de São Borja e fui militar e tirei varios serviços ali pertode seu tumulo que fica no fundos do Regimento, assombração talves mais ``Santa`` nunca

Thays Seiffert disse...

Moro em São Borja haha

Draco3108 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Draco3108 disse...

Não sei se alguem aqui sabe da história do baile em Gravataí/RS que foi visitado pelo demo e pegou fogo. É uma lenda da cidade que minha mãe me contava quando eu tinha la meus 10 ou 11 anos. Se alguem quiser mando a historia para ser publicada.

Flavia Pazuch disse...

Reza a lenda que aqueles que ousarem fazer pedidos de amor para Maria do Carmo serão terrivelmente amaldiçoados.

Mayara disse...

Muito legal! Ler sobre lendas, casos e assombrações BRASILEIRAS é ótimo, a sensação de medo é ainda maior por saber que se passou no seu país. Por mim isso viraria uma sessão permanente aqui no blog, só casos brasileiros. Material não faltaria... Pensem com carinho, please. *-*

Pedro Junior disse...

Draco3108, moro em Gravataí e nunca ouvi essa história. Quando foi?

Diely Espíndola disse...

Pomba gira moderna?

Unknown disse...

Nossa, lendo os coments eu fico apavorado, a autora do post em vários momentos mostra a visão das pessoas sobre o que é essa lenda e essa crença, não fica defendendo e nem só falando que ela é santa e que todos tem que saber e acreditar que ela seja santa.
Falta um pouco de interpretação das pessoas, ela até se deu o trabalho de fazer um edit ainda pro galere que não entendeu pelo visto..
por causa do papa no brasil parece que tem católico querendo provar/defender/demonstrar sua fé de qualquer forma hein.
Bom mas sendo Gaúcho fico feliz de ver coisas nossas por aqui, já teve até serie de tv aqui com os nossos contos :P

José Gurski disse...

Cara eu so de Uruguaiana mas a familia do lado do meu pai é toda de Sao Borja e fazem 2 anos q moro em SB bem ja ouvi varios relatos de amigo q ja foram la anoite e ouviram esse msmo tipo de coisa bom até eu ja fui la anoite, e como tenho amigos q moram no bairro maria do carmo ja ouvi algumas coisa estranhas por la pois bem gosteii muito do post....

Draco3108 disse...

Bem a historia diz que num bailão nos anos 70 ou 80 estava tendo uma festa e de repente apareceu um homem com um terno branco de boa aparência e tirou uma menina para dançar e no meio da dança a menina ouviu barulhos do que parecia cascos batendo no piso e ela olha para baixo e vê que era os pés do homem que eram de patas iguais a de uma cabra dai o cara desapareceu na frente de todos e o cabelo dela pegou fogo e com isso se iniciou um incêndio e por causa disso nunca mais foi um baile la diziam que ele ficava ali na 61 parece q era no terreno onde ficava aquela igreja universal ou ali por perto. Se quiserem envio a historia mais detalhada onde diz até o pq disso ter ocorrido.

rafa santos disse...

Bom, adorei o post, e aqui em Belém-Pa, também existem esses "santos", no qual as pessoas rezam para alcançar graças, Vcs poderiam fazer um post sobre eles, seria bem legal, como, Dr. Camilo Salgado, Preta Domingas, Severa Romana, Josefina Conte (moça do taxi), façam um post sobre eles, seriam bem interessantes...

Unknown disse...

e o que dizer daqueles dois túmulos, aparentemente de crianças do lado dela? Fui lá em 2008 e tinha até umas chupetas do lado...baita mistério

Hellen disse...

"[...] o assassino esquartejou a vítima, e para finalizar o ato, decepou sua cabeça e a entregou como comida para cachorros."

Goleiro Bruno é você?

Augusto Reis disse...

Bom ,na minha cidade (S. S. do Caí, aqui no rs mesmo) não tem muitas lendas, é bem pequeninha mesmo mas nada de lendas, mas talvez alguém aqui me ajude, tem uma lenda relacionada a uma grande lagoa aqui do RS, que dizem que é assombrada, e que não há peixes lá tbm por causa disso, é uma história bem grande e bem conhecida, mas não lembro o nome do lugar e nem muito da história, senão até dava mais detalhes aqui...

Peepo disse...

Gostei da história. :P

andrey costa disse...

Sinceramente, ela ter virado santa ou não, não interessa a forma brutal como ela foi morta e os atos em vida esses sim importam, se ela uma prostituta ou não hoje em dia não diz respeito a ninguém a não ser a família dela não a julguem por uma coisa que nem ela mesma pode controlar, não sei mas acredito que ela não gostaria de ser chamada de Santa até porque como a própria história dela diz, "livre e independente" ou seja ela queria só viver a vida dela! tenho um irmão que mora em SB vou falar com ele sobre isso,eu não conhecia a história um tanto curiosa dessa mulher.

hey driéle ferreira disse...

"A passagem de prostituta a santa não é inédita na tradição católica, e, segundo o antropólogo José Carlos Pereira, "ela faz parte do grupo das chamadas 'santas de cemitério' que corresponde, na maioria dos casos, a alguém que sofreu morte violenta, seja por acidente, assassinato ou tortura seguida de morte". Para a historiadora Sandra Pesavento, "ao ser morta ela pode virar santa pois é vítima, e era a loura mártir de um mestiço analfabeto e mal encarado, personificando o drama de uma realidade de excluídos da qual ambos faziam parte.... em uma Porto Alegre muito violenta".1 A transformação foi facilitada pela crença de muitos populares de que ela na verdade não era uma prostituta, mas uma moça de boa família.3
Seus devotos a consideram uma santa milagrosa, mas de acordo com a tradição ela não atende a preces de policiais."


Isso se encaixa na descrição da maria do carmo, mas é sobre a maria degolada, outra lenda de "prstituta" morta que virou santa milagreira

Malu Erhart disse...

aq em rs tem tantas lendas...belo post

Lah Nymphetamine disse...

É são-borjense e não conhece a lenda da Maria Do Carmo... poser! kkk

Camilla Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camilla Lemos disse...

Olha que legal, encontrar uma história da minha cidade. Cresci ouvindo a história da Maria do Carmo, e já visitei o tumulo dela, que sempre está cheio de presentes deixados pelo povo São-Borjense e pelos viajantes que passam pela cidade! Lendo os comentário vi alguns criticando por a chamarem a santa, e o que a Igreja Católica "considera" santo. Pessoal ela é uma santa popular, as pessoas não precisam da "aprovação" da igreja para acreditar! Também sou ateia ,como vi mencionarem anteriormente, mas não fico questionando a crença do povo! Acho que cada lugar tem uma história, e são essas histórias que dão a cada povo sua singularidade! Muito legal! :D

Léo Ottesen disse...

Então, é uma pombagira, sim?

patricia disse...

COMO JÁ FOI DITO NA OBSERVAÇÃO,É UMA CRENDICE POPULAR,NÃO QUE ELA SEJA SANTA OU MESMO QUE TENHA REALIZADO MILAGRES,MAS PORQUE O POVO ACREDITA QUE ACONTEÇA,É SIMPLESMENTE UMA DEVOÇÃO POPULAR.

Carlos disse...

Olá pessoal, sou o responsável pelo vídeo do post, que fiz no inicio da faculdade, hehe. Acho que posso responder algumas duvidas. Através de minhas pesquisas, descobri que o caso de Maria do Carmo nunca foi solucionado, já que o executor era um militar de alta patente, portanto protegido na época e nunca pagou por esse crime hediondo. A fama de "santa" começou pela maneira que ela foi morta, que a tornou um mártir, característica muito comum na trajetória de vários santos da igreja católica, vide: São Sebastião, Santa Luzia, e etc. Alguns anos depois, surgiram comentários de que ela realizara milagres, mas isso nunca foi comprovado, tanto é que nem ela e nem seus milagres foram reconhecidos pelo Vaticano, que é responsável por processos de canonização. É uma crença popular, alguns acreditam, outros não, afinal, não é assim que funciona a fé? E outra, é claro que existem lacunas enormes nessa história, aconteceu há muito tempo, e o executor era uma pessoa importante, portanto, não houve a devida documentação do caso. O bacana disso tudo, é que é mais um elemento para o folclore local, é uma história passada de geração em geração, mesmo que não faça sentido. Espero ter respondido algumas questões. E ao pessoal do blog, obrigado pelo espaço! Abraço!