23 de dezembro de 2013

Don’t Hug Me, I’m Scared (Não me abrace, estou com medo)

Você já ouviu falar daquele vídeo que está no Youtube chamado “Don’t Hug Me, I’m Scared” (Não Me Abrace, Estou com Medo)? Bem, há muito mais nele do que os bonecos bobo-alegres cantando e dançando. Não, não estou falando de quando o vídeo se transforma num pesadelo perto do final. (Se você já assistiu deve saber do que estou falando). Antes que você sente e diga “Ótimo, outra história de vídeo amaldiçoado”, eu lhe digo que isso não é o que você está pensando.

Antes que você leia mais, sugiro que assista o vídeo se ainda não o fez.













A música gruda na cabeça, né? Enfim, o ambiente leve do vídeo esconde uma história sinistra. Mostra que em apenas alguns segundos as coisas podem dar muito errado. Descreve como nós, seres humanos, somos encorajados a sermos nós mesmos e fazermos o que quisermos, mas apenas algumas coisas são aceitas. Eles não dizem exatamente “seja você mesmo”, mas sim “seja quem eu quero que você seja”. O propósito desse vídeo é fazer você pensar e perceber em que tipo de mundo vivemos.

Vamos por partes?

Quando a caderneta pergunta se os outros bonecos veem as nuvens no céu, eles dizem que não. Então ela diz para olharem mais uma vez e coloca um monóculo no próprio olho. Aí os bonecos veem o que ela quer que eles vejam como o chapéu, o gato, entre outros. Mas quando o boneco amarelo tenta ser criativo, e desenha um palhaço, a caderneta diz “Não, o palhaço não é aceitável”. Depois disso, quando ela sugere usar folhas e gravetos para escrever o nome de suas cores favoritas, preste atenção na roda de cores. Você verá apenas as cores azul, amarelo, vermelho, marrom e bege. Quando um boneco escolhe verde, a caderneta diz que aquela não é uma cor criativa porque não está na roda de cores. Verde não é aceitável e, logo, não pode ser sua cor favorita.

Agora as coisas começam a ficar estranhas.

A música acelera e começa a ficar meio distorcida. Vemos a mão dos bonecos rapidamente fazendo várias coisas. Quando a tela gira ao redor da mesa, é possível ver a cadeira de um diretor, a câmera e um microfone. Isso sugere que é uma cena feita em Hollywood. Hollywood é de onde essas idéias gerais de como agimos como pessoas vem. É de onde surge toda a corrupção da sociedade atual. Depois disso, os bonecos começam a pirar. Colocam glitter num coração humano, comem bolo de cérebro, entre outras coisas mais. As coisas ficam malucas.

Em seguida tudo volta ao normal, e a caderneta diz “Vamos todos concordar em nunca mais sermos criativos de novo”.

Esse vídeo basicamente mostra que aprendemos desde muito pequenos (Detalhe para o tema de programa infantil tocando e a música) a sermos individuais, sermos únicos, mas o que eles realmente querem é que sejamos todos iguais. A sociedade não está aberta à pessoas únicas, mas se faz parecer que sim. Esse vídeo fez você pensar no mundo em que vivemos? Pois deveria. Esse vídeo é a realidade da sociedade atual.



Traduzido pela Hika
Bons Pesadelos...

28 comentários:

Pyo disse...

Hika sempre trazendo coisa boa <3

Mirs - PoderNerd disse...

De facto, concordo imenso com o post, a sociedade tem sempre a necessidade de se impor quanto ao que é certo ou errado, ninguém pode ser único;
Parabéns pelo blog :D

Júlio Even disse...

Acho que não....Desde o início,toda essa cena,me remete a alguém preso em algum lugar,que é vítima de algum tipo de violência e não consegue sair...algo como estupro! Por isso, sendo criativo e vendo as coisas do seu jeito, consegue se libertar de algumas coisas.

Equipe de Química disse...

Muito legal o post.

Ah, esses dias eu estava pensando cá comigo em como seria legal se os posts sobre mistérios em jogos/games voltassem. Sei lá, eu achava interessante.

Sidney luciano disse...

los angeles tera realmente tanta culpa?

Sidney luciano disse...

digo Hollywood.

Boss. disse...

O carinha amarelo que sugere a cor verde é o artista censurado. Depois a pintura dele é obstruída pela mídia (caderneta) porque teria alguma coisa de errada nela que a mídia não gostava na arte. A cor verde, que era alguma representação do tabu na arte.
"Hollywood", ou seja, a mídia, queria que eles criassem o que ela mandava. Aí as coisas acabaram ficando meio loucas, e isso expressa essas coisas que vemos na televisão. Reality shows com nomes esquisitos e programas bizarros sem criatividade verdadeira porque a mídia não deixa.
Porque verde não é uma cor criativa.

("That seems pretty boring" mijei de rir.)

Jackson S. Oliveira disse...

faço de suas palavras as minha, tive essa mesma concepção sobre o video. e realmente a musica gruda na cabeça.

Juliana Nascimento Britto disse...

Minha sugestão <3 obrigada Medo B =D

Gabi-chan disse...

Old, porém Gold.

Leon Leonidas disse...

É, eu achei estranho a parte do palhaço e aquela em que a cor verde é vetada, eu suspeitei que houvesse alguma mensagem por trás disso. Interpretação correta e concordo com tudo dito nesse texto. Excelente!

Matheus Camargo disse...

Amei o post!

Kol disse...

Adorei *O*

Não conhecia o vídeo, mas realmente curti ^^

Phil Menta disse...

A parte do cabelo tb... a caderneta diz q ela usa o cabelo pra se expressar, e o boneco diz que é "meio entediante", mas a caderneta ignora o q ele disse e repete "Eu uso meu cabelo pra me expressar"

Mayara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mayara disse...

Gente... Nunca havia pensado por essa perspectiva. Quando vi esse vídeo pela primeira vez pensei: "Que p* é essa... Coisa doida." Mas depois desse post... Percebi que é na verdade um vídeo muito criativo.
Ótima explicação, parabéns.

Lollah disse...

Muito boa a análise. Eu havia pegado umas na internet e eram mais ou menos a mesma coisa. Mas de qualquer modo eu amo a musiquinha ahuhuhuhe ^^

Guilherme Hübner Valinhos disse...

bom, então a cardeneta mostrou as 5 cores 'criativas' que representam as ideias mostradas pela mídia que todo cidadão deve obter ou pelo menos fingir que possui quando está no meio de outros cidadãos. Estas ideias mantem a nossa sociedade estável perante o injusto por que as ideias que absorvemos da mídia nos impedem de termos uma ideia revolucionaria, que poderia tornar o nosso mundo melhor para todos. E na parte em que a cardeneta diz ' ouça a voz de dentro do seu cérebro' essa voz e a voz da mídia, tanto que você pode notar que boa parte das cores do cérebro que ela mostra, tem as cores que a cardeneta diz ser 'criativa', mas apenas uma pequena parte do cérebro é verde, isso que dizer que todos nós possuímos ideias puramente produzidas por nós mesmos, sem a influencia da mídia. O Governo teme que nossa idéias verdes criem ideais positivos que podem melhorar a qualidade de vida de todos, isso inclui marchar contra o sistema, por que ele é sujo e corrupto, é por isso que a cardeneta nos proíbe de termos a cor 'verde' como a nossa cor favorita.

Guilherme Hübner Valinhos disse...

tem um uma coisa á mais, o boneco amarelo ( aquele que prefere a cor verde, e que tem seu desenho de palhaço destruído pela cardeneta ) ele é o único que fica se contorcendo de pavor quando são mostradas as imagens do coração humano sendo coberto por glitter e um bolo feito de cérebro sendo cortado. E no final de tudo pode se notar que ele fica muito triste, a ideia que eu tive, é que quando uma pessoa com boas ideias começa a marchar contra o sistema sozinho, sofrerá tanto quanto o boneco amarelo sofreu. É quase que um recado para nos intimidar, 'siga as nossa regras, ou você sofrerá bastante'.

Guilherme Hübner Valinhos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme Hübner Valinhos disse...

caraca, quanto mais se vê esse vídeo, mais ideias se pode tirar. Uma outra é quando a caderneta diz 'use a sua mente para se divertir' e ela mostra uma imagem de um cérebro e de baixo dele se pode ver um 't' ao lado de um relógio bem redondo parecendo um 'O' e depois vem o me. Isso na verdade forma uma frase que inglês é 'To me' ( Para mim ), e o cérebro ligado com essa frase forma uma mensagem que é ' entregue a sua mente para mim' ou seja, todos nós devemos nós conectar diariamente com a mídia para não termos nada para pensar, a não ser o que a mídia nos propõe para pensar (novela, noticias,Reality show, etc.)

Nicole Spadin disse...

Caraca que genial!
Amo essas coisas haha
Mas tudo isso me fez pensar em outra teoria ainda mais assustadora:

Talvez o video não esteja tentando nos alertar sobre essa 'escravidão mental' que o império hollywoodiano nos impõe mas sim nos dizer que as coisas são assim porque devem ser assim.

O video todo a caderneta diz o que se deve o que não se deve pensar, mas no final ela os deixa livres pra fazerem o que quiser e é ai que as coisas estranhas e bizarras acontecem, tudo se torna um caos.
Depois ela retoma o controle novamente da situação e diz " Agora tudo esta ótimo, não sejam criativos nunca mais"

O video nos passa a ideia de que PRECISAMOS que nos controlem. Se ninguém ditar as regras acabamos por matar uns aos outros.

Saber que somos controlados desde que nascemos é assustador, mas saber que se fôssemos totalmente livres beiraríamos a loucura é ainda pior.

Pegando emprestada a observação do Guilherme Hübner ^ "entregue sua mente para mim pois vocês não são capazes de se cuidarem sozinhos"

Nicole Spadin disse...

Só uma observação: Apesar de ter comentado essa outra teoria não quer dizer que eu concorde que devemos ser controlados de fato, é só uma ideia que eu acho que o video nos passa :F

Zack disse...

Acho engraçado que o vídeo tenha focado várias vezes o calendário, que marcava como 19 de junho. Alguma explicação?

Também, o boneco amarelo muda (inclusive de forma) durante o pesadelo, e age "estranho", psicoticamente "feliz", ao contrário do desespero que mostra posteriormente.

De fato é um video interessante. Vou procurar mais coisas desse pessoal.

Bruno Monteiro disse...

A abolição da escravatura norte americana ocorreu no dia 19 de Junho de 1865, la é comemorado o Juneteenth que em alguns estados é até feriado, creio que seja uma referencia a escravidão que a mídia nos condena dês de criança e que o vídeo é o inicio do fim desta escravidão contemporânea.

Guilherme Hübner Valinhos disse...

Talvez, o fato dos fantoches mudarem para pessoas fantasiadas, simboliza a manipulação da realidade para que o real se torne a 'notícia'.É muito fácil alterar o discurso de um chefe de polícia ou de um cidadão vitimado por um assalto enquanto retirava dinheiro do banco, essa manipulações de discursos estão muito presentes na Globo. Isso ocorre por que uma notícia alterada é tão chocante quanto aquelas imagens bizarras (coração com glitter e bolo de cérebro), e isso influencia no IBOPE

//Gabriel B~ disse...

Que tenso o final do vídeo, cara. Isso passa para crianças? O final virou um clip da Lady Gaga, meu. O_O

Petsha disse...

Guarde seu errôneo pensamento para você.