4 de junho de 2014

Crianças tentam matar colega para agradar o Slender Man

 
Duas meninas norte-americanas de 12 anos foram acusadas de tentativa de homicídio após atacarem com facadas uma amiga da mesma idade. Moradoras da cidade de Waukesha, no Wisconsin, ambas estão sendo julgadas como adultas, e podem passar até 65 anos na prisão pelo crime – aparentemente cometido para “agradar” o Slender Man, lenda urbana que circula na internet há anos.

A tentativa de assassinato fora planejada durante meses por Morgan Geyser e Anissa Weier, que convidaram a vítima para passar o dia com elas e comemorar o aniversário de Morgan. Segundo o site de notícias locais Journal Sentinel, no último sábado, o trio foi até um bosque em um parque na cidade, onde as duas acusadas deram dezenove facadas na outra jovem antes de a abandonarem.

Ainda muito machucada, a menina conseguiu se arrastar até uma calçada, onde foi encontrada por um ciclista e levada a um hospital próximo ao parque. De acordo com o jornal local, pelo menos até a noite de segunda-feira, ela estava em condição estável, mas ainda correndo sérios riscos de morte.

Encontradas algumas horas depois pela polícia enquanto caminhavam à beira da estrada I-94, Morgan e Anissa foram levadas para a delegacia. No depoimento, contaram que a tentativa de matar a outra jovem serviria como forma de demonstrar a dedicação de ambas a uma lenda de internet chamada Slender Man. As duas acreditavam que precisavam cometer um assassinato para se tornar “representantes” da tal criatura e, assim, finalmente conhecê-la – provando a todos que ela, de fato, existia.


Agora a polêmica está armada! Deveriam proibir a história do Slender Man? Deveriam proibir histórias de terror? Esse caso é igual a outros envolvendo filmes como Matrix, Clube da Luta, e jogos como o GTA.
Na minha opinião, Medo B, cabe aos pais educar seus filhos e mostrar a eles a diferença da realidade e da ficção. E também cabe aos pais o dever de selecionar o que seus filhos devem ou não ler, assistir ou jogar.

O que você acha?

Fonte: Info
Bons Pesadelos...

16 comentários:

Icaro disse...

Obrigação dos pais controlar seus filhos no que fazem, se fosse aqui no br não iria dar em nada. Provavelmente alguém disse que se elas fizesse aquilo iriam ver o Slender.

Luiza Brenda disse...

Isso é verdade,Elas só seriam ouvidas e liberadas,assim como todos os outros criminosos.

Luiza Brenda disse...

Os pais deviam sim controlar o que os filhos fazem na internet,nada é mais seguro como antes ;)

requinte crueldade disse...

pra ser o mais politicamente correto possivel essas duas tao precisando eh namorar

Victorio Anthony disse...

Gente, isso passou no jornal da Globo! Me deixou de olho arregalado! O.O

Só faltou alguém dizer que o Slenderman da internet não é de verdade, ele foi baseado num raptor sobrenatural de crianças da Europa de séculos atrás, e desde quando uma criatura que age nas sombras iria querer sacrifícios? o.O'
Crianças mal informadas... ¬¬'

Aronim disse...

E o problema da terceirização dos pais continua a atacar, isso ai nada mais é do que o "grito das crianças pedindo orientação e controle dos pais e familiares".

sabrina Pereira disse...

Tem um livro é o substituto ele é bem legal espero que goste...

Dr.House disse...

"...e podem passar até 65 anos na prisão pelo crime."

No brasil, seriam ouvidas e liberadas. Já que, de acordo com nossa "lei", são "incapazes" de cometer crimes, não sabem o que estão fazendo. Que palhaçada.

No mais, isso é muito sinistro. Espero que a menina sobreviva.

Não existe culpa nenhuma das histórias de terror, jogos, etc nisso. Quem acha uma coisa dessas é, no minimo, retardado.

cassi disse...

Isso daria um caso para os Winchesters...

Julia Honorato disse...

Eu cresci vendo filmes, lendo e ouvindo histórias de terror, isso não me transformou em uma sociopata ou algo do gênero.
Concordo com a opinião de que o que falta atualmente é o controle dos pais, eu diria até que o que falta é o interesse dos pais em cuidar de seus filhos.
Terror é uma forma de entretenimento, e não deve ser censurada por causa da inaptidão dos pais em criar seus filhos.

Lyra disse...

eu me pergunto por que tipo de coisa essas meninas passaram , a ponto de elas quererem algum tipo de privilegio ou proteção e ainda serem capazes de realizar um ato hediondo. talvez elas sejam apenas psicopatas, talvez não. fato é , precisa ser investigado motivações desse tipo. e realmente acho que proibições não são a solução

Lyra disse...

o que fez elas quererem ser representantes de um ser intimidador ou perigoso. o que elas viram nessa figura em si? pra mim essa historia está muito mal contada. e não acho que elas devam ser julgadas como adultos , mas precisam de uma séria terapia --' serissima.

Marcos Bitetti disse...

Ultimamente tenho encontrado gente das mais variadas idades acreditando em lendas da Internet, na verdade acredito q o maior problema é como a lenda chega a elas. Se elas mesmas vissem na Internet daria para o preconceito contra Internet agir a favor da sanidade.
Para mim o termo Creep Pasta deveria ser ensinado em escolas, como nova modalidade literária assim evitaria muitos transtornos e debates.
Por fim com relação aos dois protótipos de putas da notícia, existiam sim pessoas psicopatas antes do advento da Internet e continuarão existindo. Pessoalmente acho q é algum mecanismo biológico da espécie humana para quando a população atinge um número muito alto.

Lady Strawberry disse...

Se fosse assim, deveríamos então proibir tudo, pois tudo pode "influenciar" as crianças, e deixar só a TV mostrando os backyardgans 24 horas por dia... Com 12 anos a criança já sabe muito bem o que faz, já tem cabeça o suficiente pra saber o que é real e o que é lenda urbana. Sempre gostei de terror, de ler livros, assistir filmes e etc desde criança. Meus pais sempre me mostraram que tudo aquilo era falso, me explicavam que eram atores fantasiado, que aquelas coisas que apareciam na tela eram efeitos especiais gerados por computadores, me mostravam que a pessoa que "morreu" no filme só estava fingindo, e que na vida real ela ainda continuava viva e etc. Por isso eu sempre soube separar o que é real do que é ficção, se existem crianças burras o suficiente pra não entenderem que creepypastas são histórias pra divertir e botar um pouco de medo nos internautas, acho que os pais dessas crianças não estão dando a devida atenção a elas em casa...

Jullyan Dias Lessa disse...

Mesmo que tenham problemas, não justifica a tentativa de assassinato, pior ainda premeditado com bastante antecedência, acredito que sejam duas pequenas psicopatas, o acompanhamento psicológico deve ser feito, e talvez a pena revista caso haja algum trauma,entretanto isso não atenua o fato e que atentaram contra a vida de um inocente, então é corretíssimo o julgamento como adultas.

Nice Brito disse...

Meu filho não sei como descobriu essa praga na Internet. Eu como mãe proíbo dele ver essa criatura do inferno. Infelizmente não tem como eu bloquear essas imagens no computadores. Mas eu creio que em nome de Jesus ele já se livrou dessa imagem.
Isso é coisa do Satã.
Sangue de Jesus tem poder.