27 de novembro de 2014

Pesquisador prova verdades em cartas psicografadas por Chico Xavier


O domingo de 3 de fevereiro de 1974 prometia muitas alegrias para o estudante de Engenharia Jair Presente. Ele havia saído de casa, onde morava com os pais e a irmã, para um animado fim de semana com os amigos. Mas, o passeio terminaria em tragédia: Jair morreria afogado na Praia Azul, em Americana, a 37 quilômetros de Campinas. A história do rapaz, porém, não acabaria ali. Ele teria escrito 13 cartas após a morte, reproduzidas em psicografias do médium Chico Xavier. Quarenta anos depois, uma pesquisa científica investigou o conteúdo das mensagens e comprovou a autenticidade das informações.

O resultado do trabalho foi publicado pela revista científica “Explore”, da Editora Elservier, sediada em Amsterdã, na Holanda.

– Estas cartas produzem informações verificáveis. Não são informações genéricas. Trazem nomes de pessoas, situações que aconteceram, e estas informações eram, de modo geral, verídicas – observa o psiquiatra Alexander Moreira-Almeida, o diretor do Núcleo de Pesquisas em Espiritualidade e Saúde (Nupes), da Universidade Federal de Juiz de Fora, o orientador da pesquisa.

O estudo das cartas atribuídas a Jair Presente é o primeiro de uma série realizada pelos pesquisadores Alexandre Caroli Rocha e Denise Paraná, resultado do trabalho de pós-doutorado, parceria entre a Universidade Federal de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).




– A grande discussão que existe no meio acadêmico é se estas cartas, efetivamente, proporcionam evidências, informações verídicas, sobre a pessoa falecida, e se o médium não teria tido acesso por meios normais. Esta é a grande pergunta – atesta Almeida, também coordenador das seções de Espiritualidade e Psiquiatria da Associação Mundial de Psiquiatria.

O médium Chico Xavier, que morreu em 2002, chegou a ser acusado de infiltrar seguidores entre o público durante as seções espíritas, justamente para conseguir informações essenciais e inseri-las nas cartas. A acusação sempre foi refutada por admiradores do médium.

– A grande limitação do estudo – reconhece Almeida – é que estamos analisando fatos que aconteceram 20, 30 anos atrás. É difícil ter certeza do grau de informações passadas para Chico Xavier.

A metodologia da pesquisa incluiu entrevistas em profundidade com familiares e pessoas que tiveram acesso aos fatos, além da checagem de recortes de jornal e de outros documentos.

– Houve casos, por exemplo, nos quais nem as pessoas que foram obter a carta com Chico Xavier tinham aquela informação que estava na mensagem – observa Almeida –. Apenas posteriormente foi feita uma investigação pelos próprios familiares para descobrir que aquelas informações eram também verídicas.

A pesquisa, porém, não é a comprovação de que as cartas foram mesmo escritas por alguém já morto, mas que as informações ali contidas são verdadeiras. Os pesquisadores se preparam para concluir as avaliações de conjuntos de mensagens de mais três casos psicografados por Chico Xavier. O médium passou pelo primeiro teste.


Fonte: O Globo
Bons Pesadelos...

6 comentários:

Vitor Tenorio disse...

Mano você podia lançar a creepy do jogo Mr Mix do ano de 1990 , já li muitas lendas sobre esse jogo mas nada concreto, fiz muitas pesquisas é achei a room postada por um membro do 4chan, mas era apenas virus :/

Vitor Tenorio disse...

Existe ums videos bizarros no youtube retirados da "deepweb" que ainda não foram bloqueados que daria um bom poste, exemplo são aqueles snuffs do site Normal Porn For Normal People , mas não o principal mas com uma boa procura ainda se encontra o useless.avi na própria surface um video grotesco pra quem tem estomago, tem vários outros pertubadores lá no estilo creepy de episodios perdidos.

Leandro Korb disse...

Comentários nada haver com o post rsrs, gostei desse do Chico Xavier, já estudei diversas religiões e esta sempre me deixou mais aberto nesta questão, sempre fui bem critico e não acredito em tudo estampado, basta uma virgula e a psicografia pode cair de água abaixo.
Até mesmo o Chico Xavier já errou algumas vezes, a explicação deste erros é que a comunidade espiritual é enorme, ou seja existe diversos João Ricardo, que morreram em circunstâncias parecidas.

Quem nunca estudou espiritismo fica meio cego, acha que é uma coisa do demônio rrsrs

Mas o que pensar num cara, que sempre viveu na pobreza e doou todos os seus bem, o cara é um verdadeiro profeta do nosso século. Mesmo que você seja ateu, algo nisso temos que concordar.

PP disse...

Leandro Korb, sou ateu e não concordo com nada que vc disse, até pq Chico Xavier era só mais um charlatão... quando era pra ser submetido a testes científicos, ele fugia, como todos fazem é claro, justamente por não existir paranormalidade. E essa revista citada na matéria não é uma revista científica mesmo, ela é aberta a pseudociências, hipóteses não comprovadas e opiniões em geral de pessoas relacionadas à ciência e pseudociência. Revistas realmente científicas nunca publicam coisas sem comprovação científica(da comunidade cintífica, não daqueles que se dizem cientistas, como criacionistas).

Leandro Korb disse...

Amigo PP, legal, é a sua opinião, ele doou seus bens, morreu fazendo o que acreditava, cada um no seu quadrado e com suas seitas.Pra você ele é um charlatão, para muitos ele deu o que comer e deu esperança, espiritismo não é só fazer o copo mexer, ou uma psicografia.

Você mesmo disse, é ateu, você tem a sua seita, eu tenho a minha. Quando um grupo de pessoas reúnem com as mesmas ideias temos a seita, Ateísmo é uma seita, todos acreditam que não existe nada.

Se você realmente foi a sério, o espiritismo foi estudado a fundo na frança e não no Brasil, busque um pouco mais a história que irá encontrar, cada um acredita no que quer, assim como os cientistas acreditam na teoria de cordas, onde nesta teoria diz, que vivemos praticamente em multiversos e não apenas em 2, e sim em 9. É o mesmo que acreditarmos em alienígenas, temos que ter a mente aberta, eu não acho impossível, agora seu ceticismo está errado, houve pesquisas cientificas, basta você procurar no lugar certo.

A Ciência posta o que consegue pegar, e o espiritismo ficou em aberto, cartas que realmente foram comprovadas pelas pessoas, assinaturas, porém não é material :)

Stefany Sevegnani Bliesner disse...

Leandro Korb, o Chico mesmo dizia que tínhamos que oferecer gratuitamente aquilo que ganhamos (dom), não há porque o chamarem de charlatão... e os livros, o dinheiro recebido por eles nunca ficou com o Chico, ele doou. To contigo...sou espirita e levo este homem como um exemplo de humildade e caridade para minha vida.

Algumas pessoas não sabem o que falam, pesquisar é muito bom PP.