28 de julho de 2009

A autópsia do Alien

Fiquei com ciumes do post da Hika e vo posta um texto giga maiorrr que o dela u.u

Zoa, eu explico!

Tenho um amigo que gosta de escrever roteiros de teatro e me pediu para publicar esse no medo... Se gostarem ele prometeu um próximo bem sangrento... ;)
[A responsabilidade é sua Felipe :P]

_______________________________________________________________



A autópsia do Alien

Instruções para cena

Cenário: Laboratório.

Personagens:
5 MÉDICOS
ALIEN

MÉDICOS ao redor de uma cama. Da cama, sai uma LUZ. A LUZ é insuportável Os MÉDICOS não deixam a platéia ver a LUZ plenamente, mas a LUZ foge pelas brechas dos corpos dos MÉDICOS. Isto é, quando os MÉDICOS se mexem, a LUZ escapa pelas brechas, mas eles se mexem o tempo todo e a LUZ escapa o tempo todo e quando isso acontece (e isso acontece o tempo todo) é insuportável. A cena é LITERALMENTE insuportável de ver. Porque a LUZ faz doer os olhos da platéia. A LUZ precisa fazer doer os olhos da platéia absurdamente. Porque a LUZ precisa ser absolutamente insuportável. Isto é, não se trata de uma luz, se trata, sim, de LUZ. Essa LUZ é o próprio ALIEN. Porque essa cena já foi vista antes. Porque a coisa toda parece muito clichê. Mas você nunca viu essa LUZ. Essa LUZ nunca tocou nos teus olhos (nos olhos da platéia) dessa maneira e quando ela toca é insuportável. Você (quero dizer, a platéia) já entendeu a cena, você já entendeu o que está acontecendo. Mas essa LUZ, de maneira insuportável e com essa insistência, nos teus olhos, você (quero dizer, a platéia) nunca viu antes. Não com essa insistência. E você está sendo obrigado a experienciar isso e é insuportável e é isso que a cena quer causar: o insuportável de uma LUZ nos teus olhos, durante 5 minutos. E essa LUZ é o próprio ALIEN. Daí você fica um pouco entediado (porque você precisa ficar com os olhos fechados, porque a LUZ está doendo nos teus olhos), porque isso se mantém, durante 5 minutos. A platéia precisa ficar entediada (isso é absolutamente necessário). A platéia precisa pensar em sair depois de cinco minutos de cena, porque a LUZ é insuportável. Mais do que a metade da platéia precisa de fato sair depois de cinco minutos. Porque não está acontecendo nada: só essa LUZ, esses MÉDICOS e os sacos de lixo no chão e mais nada. A platéia deve pensar o seguinte: “Ok... Ok... Já entendi. Ok... Ok... Já entendi: LUZ = ALIEN. E daí? E daí?”. E daí nada. Só essa LUZ insuportável nos teus olhos, durante 5 minutos. E isso é tudo. Essa LUZ, esses MÉDICOS, esses sacos de lixo no chão e som de laboratório e não tem mais nada acontecendo. LUZ = ALIEN. Mais nada. 5 minutos. Só essa LUZ. Mas algumas pessoas pensam: “LUZ = DEUS”. Algumas pessoas pensam mesmo: “LUZ = ABSOLUTO, MÉDICOS = HOMENS TENTANDO APREENDER O ABSOLUTO”. Mas você (a platéia, como um todo) só pensa: LUZ = ALIEN. Mas você nunca viu essa LUZ antes. E essa LUZ faz doer os teus olhos (os olhos da platéia) de maneira insuportável, durante 5 minutos. Passam 5 minutos. Um dos MÉDICOS sai do círculo e diz (dir-se-ia que ele diz de maneira inumana)): “5 horas de autópsia. Hipótese: o ALIEN ainda pode estar vivo”. Ele volta para o círculo. A cena continua idêntica. A LUZ = ALIEN talvez DEUS, talvez o ABSOLUTO é insuportável. Mais pessoas começam a sair do teatro (mais pessoas começam a abandonar o texto). Se ninguém sair (se ninguém parar de ler), atores devem fingir estar saindo do teatro (ou parar de ler o texto agora, porque é insuportável). Porque a LUZ é insuportável. A cena não está dizendo mais nada. É só essa LUZ nos teus olhos que você agüentou, durante 5 minutos e você não agüenta mais, porque é insuportável. Mas um MÉDICO tira do seu avental um instrumento. Ninguém consegue ao certo ver o instrumento, porque a LUZ é insuportável. Ele levanta o INSTRUMENTO bem alto. Algumas pessoas da platéia acham que o INSTRUMENTO é uma espécie de furadeira, mas não é isso. Trata-se de um INSTRUMENTO que você nunca viu antes e que você não consegue ver agora, porque a LUZ é insuportável. Ele liga o INSTRUMENTO e o INSTRUMENTO emite um som de SIRENE. Esse som, o de SIRENE, é absolutamente insuportável. A SIRENE toca insuportavelmente alto, durante 2 minutos. Você ficou 5 minutos vendo uma LUZ insuportável e agora você está escutando uma SIRENE insuportável, durante mais dois minutos. Mas a LUZ não parou de brilhar. A LUZ continua doendo nos teus olhos e você mal consegue abrir os olhos para ver o que o MÉDICO está fazendo com o INSTRUMENTO que emite o som de SIRENE que está tocando o corpo da LUZ, isto é, o corpo do ALIEN. E isso dura mais dois minutos. E é absolutamente insuportável. Dois MÉDICOS saem do círculo. Isso torna a LUZ mais forte ainda. Eles começam a abrir os sacos de lixo. Ninguém consegue ver o que tem dentro dos sacos de lixo. O mais provável é que sejam partes de corpos de outros ALIENS: cabeças, corações, braços, pernas, genitálias de outros ALIENS. Eles abrem esses sacos de lixo e um CHEIRO DE PODRE se espalha no teatro. Você já está vendo (quero dizer, você não está conseguindo ver, porque a LUZ é insuportável) uma LUZ insuportável nos teus olhos, depois ouvindo uma SIRENE insuportável e agora tem um CHEIRO DE PODRE insuportável. E você já entendeu tudo: LUZ = ALIEN. SIRENE = MÉDICOS tentando compreender o organismo do ALIEN. E os sacos de lixos... Bem, os sacos de lixo, você não entendeu ainda. Mas “são partes de corpos de outros ALIENS”, você pensa. Porque os dois MÉDICOS parecem procurar algo nos sacos de lixo, mas você (quero dizer, a platéia) não sabe o que eles estão procurando. Porque a LUZ é insuportável e não dá pra ver o que está acontecendo na cena. E é só isso: a LUZ, a SIRENE e o CHEIRO DE PODRE simultâneos, durante 3 minutos. A cena dura, ao todo, exatos 10 minutos. De repente, tudo pára: LUZ, SIRENE, CHEIRO DE PODRE, enfim, tudo, pára. O palco fica escuro. Completamente escuro. Um dos Médicos (o mesmo da outra vez) sai do círculo (mas a platéia não vê ele saindo, porque está tudo escuro) e diz (uma luz –– e tem que ficar claro que é só uma luz e não uma LUZ, isto é, uma luz não é uma LUZ –– ilumina o médico): “10 horas de autópsia. Conclusão: o ALIEN definitivamente está morto”.

Texto: Felipe Gustavo Moreira
_______________________________________________________________

Sei que alguns aqui não são fãs da leitura, mas as vezes ela é necessária

Quem gostou visite também o blog dele:

AMOR F.C. - o blog de futebol que fala de tudo, menos de futebol :P

Bons Pesadelos...

31 comentários:

HikaCheshire disse...

Puxa vida, MEDO, adoreeii!!
Master pertubador, mesmo lendo eu pôde sentir a luz, ouvir a sirene... Cara, seu amigo manda BEM! Eu queria ver esse teatro ao vivo!!

Pedro disse...

boiei legal o.O

Pirolla disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Michel disse...

¬_¬'

Anônimo disse...

quem não aprecia a literatura é funkeiro

Anônimo disse...

sou eu ou este texto ficou um pouco repetitivo?!

bjinhus!

pequena estrela disse...

da pra perceber q foi intencional a coisa de ser repetitivo.. assim, de ler eu achei meio "cansativo" mais assistindo a cena deve ser bem interessante :P
parabéns pelo roteiro :)

Anônimo disse...

Mas peraí, vocês não acham que
1. a cena não foi escrita para ser encenada, mas lida? (quero dizer, porque afinal dar tantas instruções se fosse só para ser encenado? Isso poderia ser feito em 3 linhas) e
2. ela precisa intencionalmente não apenas ser repetitiva, mas de fato entediar, tal como entediaria uma luz insuportável na sua cara? Quero dizer, tal como, não, bastante menos, a cena seria inteiramente insuportável e tediosa, o texto é só relativamente insuportável e tedioso.

O que eu perguntaria é: vale realmente a pena entediar o leitor? E por que é preciso entediar o leitor? Isso é uma ambição meio esquisita, não?

Edwy Ramone disse...

pois é Medo, parece que a Hika faz posts quase melhores que os seus, otakus são foda(isso pq sou um tbm...)

Medo B. disse...

Cada dia q passa os leitores vão ficando mais ousados...

¬¬

Anônimo disse...

mau escrito...

Felipe Moreira disse...

"Mau escrito", você diz. Mas você escreveu isso errado. Correto seria "mal escrito". De modo que... Bem, preciso dizer mais alguma coisa?

Bruno disse...

dá ban nos leitores mais ousados(hahahahahahahahaha) zoua

poa medo...
realmnte o teu amigo consegue fazer os outros se sentirem apavorados

eu n conseguir ler direito por causa da luz mto mto forte(zoua)

mas mto bom.Parabéns

lucas disse...

aew medob poderia me explicar sobre esse vídeo?
http://www.youtube.com/watch?v=TcKpx2DxGwY
AGRADEÇO SE RESPONDER(esse vídeo está fazendo sucesso)

Ghayl disse...

Que coisa de doido...
Realmente, o texto nos faz sentir praticamente como presentes na cena. O desfecho causa reflexões...

pequena estrela disse...

Cada dia q passa os leitores vão ficando mais ousados...

¬¬ [2]

HSUAHSUAHSUAHSUA'

Rodrigo Viegas Martins disse...

Mais um belo texto do nosso amigo Moreira. Gostaria muito de interpretá-lo algum dia, caro companheiro. Não deixem de visitar o Amor F.C.. Tem coragem?

;) disse...

Pelo amor de deus né? Isso no blog já é de mais. Coloca chapéuzinho vermelho no próximo post. Ae sim , jaja esse blog fica igual o sobrenatural.org (apesar de que algumas vezes lá tem algo realmente bom)

Anônimo disse...

Chato, muito chato....insuportavel...

Michel disse...

Que culpa nós meros leitores temos de que a Hika está fazendo a cada dia posts cada vez melhores ? puts, aquele post da Hika sobre Resident Evil foi um dos melhores que eu ja vi por aqui ;D

Bruno disse...

lucas,esses são vermes Tubifex

Anônimo disse...

Resposta a Felipe Moreira:

Antes uma pequena confusão gramatical a ter escrito um monte de merda... pois o "mau escrito" ainda pode passar uma mensagem concreta...

Anônimo disse...

Para o Felipe Moreira:

Mal escrito... tá bom assim, sua bixa ?

Matheus G. Carlos disse...

Não li pela parágrafos. "Estilo" num texto é fundamental.

Rafael Brito disse...

Eu tb acho que ele seja uma "bixa".

Ops, quer dizer... "bicha"

Anônimo disse...

ta brincando né?? quem é que vai ler tudo isso??

Rahsaan disse...

quem não aprecia a literatura é funkeiro [2]

Minha opinião: Texto muito bem projetado, a trama realmente prende o leitor e eu gostei muito! Gosto mais de textos teatreias do que de livros comuns.

Felipe Moreira disse...

Caro companheiro Rahsaan, vire seguidor do Amor F.C, então. Seja um Amoroso, você também, se vc quiser mais textos assim...

http://amorfc.blogspot.com/

Julio Eudes disse...

Não gostei, as vezes porque estava lendo, muito cansativo... porémm... na cena deve te deixar meio alienado... rsrs

tKitsune disse...

Muito bom! Sei que é old a essa altura mas não importa... Uma cena muito bem escrita e bem diferente, dá o clima certo!

Frank Lucas disse...

Muito show seu site o dono esta de parabéns se quiser pode colocar o link dele no meu site:

 Tatuagens masculinas 
Tatuagens de dragões 
Tatuagens nas pernas  
Tatuagens tribal  
Tatuagens de carpa  
Tatuagens de fênix  
Tatuagens de tigre  
Tatuagens de águia  
.