Curiosidades sobre o filme O Brinquedo Assassino (1988)


Um serial killer à beira da morte utiliza conhecimentos de vodu e incorpora sua alma em um boneco. Um menino inocente ganha o mesmo boneco de presente de sua mãe, e vê sua vida virar uma aterrorizante perseguição, já que a alma do assassino quer o corpo do menino para continuar sua vida.
Este é o primeiro filme da saga de Chucky, o brinquedo assassino. Um ícone do terror mundial, inovador para sua época e, hoje em dia, um clássico adorado e respeitado por todos os grandes nomes do cinema. Confira as curiosidades e detalhes sobre este filme. 


[leiamais]



- O nome de Chucky, Charles Lee Ray, é um derivado dos assassinos famosos Charles Manson, Lee Harvey e James Earl Ray.

- Cada boneco “Good Guy” tinha 3 frases e nome próprio.


- O roteirista Don Mancini disse que o roteiro original deveria criar dúvida no público, durante boa parte do filme, sobre quem seria o assassino, Andy ou Chucky. Porém, era incrivelmente óbvio ser Chucky o verdadeiro assassino.

Don Mancini
- Um slogan promocional de cinema tinha uma frase que dizia “Quando as pessoas têm pesadelos, sonham com Freddy, mas quando Freddy tem pesadelos, sonha com Chucky.”

- Único filme em que Chucky não faz um gesto obseno com o dedo médio.



- Chucky, após esse primeiro filme, se converteu em um dos maiores assassinos da história do terror, ao lado de Freddy Krueger, Jason Voorhees e Michael Myers, segundo a maioria das críticas.

"Olá, eu sou Chucky. Serei seu amigo até o fim."

- Os movimentos de Chucky foram possíveis graças a 17 pequenos motores manejados por controle remoto por 3 pessoas. Um transmissor de comandos duplicava as expressões faciais do boneco e 4 comandos foram colocados nos lábios para ajustar com precisão cada palavra que tinha de ser pronunciada nos diálogos do filme. Duas pessoas controlavam os braços, outra as mãos, outra a cabeça e outra, que atuava como chefe da equipe, controlava o corpo e dirigia os outros.

- No total se criaram 9 bonecos do Chucky para o filme: um simples, um que ficava em pé, um que caminhava, duas marionetes utilizadas para conseguir movimentos rápidos e específicos (como sentar, morder e bater) e bonecos substituíveis que podiam ser jogados e submetidos a cenas mais duras.

Bastidores.

- O produtor David Kirschner quis fazer este filme partindo do roteiro original de Don Mancini porque quando era pequeno tinha medo das bonecas de sua irmã.

- Foi o único filme da série a ser lançado pela United Artists, pois, em 1990, os direitos do filme foram vendidos à Universal.

O boneco Chucky e o diretor Tom Holland, nos bastidores.

- O filme foi produzido com um orçamento estimado em nove mil dólares e obteve um faturamento total de US$ 33.244.684 nas bilheterias dos Estados Unidos e mais US$ 10.952.000 pelo mundo.


- Andy foi o único papel promissor do ator Alex Vincent. Em 1993 Vincent atuou no filme “My Famile Treasure” e desde então desapareceu dos cinemas. - O diretor Tom Holland e o ator Chris Sarandon (Detetive Mike Norris) já haviam trabalhado juntos anteriormente em outro filme de terror de sucesso, chamado “Fright Night” (no Brasil, A Hora do Espanto), no qual Sarandon faz o papel de um vampiro.

Chris Sarandon e Tom Holland, nos bastidores do filme.
- Na cena final, em que o boneco caminha em chamas, era impossível de ser feita com marionetes (os fiosiriam queimar), então foi chamado o dublê anão Ed Gale para vestir-se com uma roupa anti-chamas e caminhar pegando fogo.

- A Academy of Science Fiction, na categoria Fantasy Horror Films indicou, em 1989, "Brinquedo Assassino" para quatro prêmios, incluindo Melhor Filme de Horror, levando apenas o troféu de Melhor Atriz, para Catherine Hicks, que interpretou a mãe de Andy.


- O ator Brad Dourif que interpreta o assassino Charles Lee Ray, que incorpora no boneco, interpretou Grima Wormtongue (Grima Língua-de-cobra) do filme O Senhor dos Anéis: As Duas Torres.
O momento em que o serial killer interpretado por Brad Dourif incorpora sua alma no boneco.
- Este é o filme que tem menos mortes no total, de toda a saga. São seis mortes, a primeira é a de Charles Lee Ray, quatro são feitas por Chucky e a morte número seis é a do próprio Chucky.


- O filme da saga em que há mais mortes é “A noiva de Chucky” com doze mortes. - No filme, Chucky nunca mata crianças, somente pessoas adultas.


- Seguido por Brinquedo Assassino 2 (1990), Brinquedo Assassino 3 (1992), A Noiva de Chucky (1997) e O Filho de Chucky (2004).





Post by: Loucifre.
Twitter:@loucifre
 Tumblr:bornwithoutsoulll

Bons Pesadelos...