2 de junho de 2013

Irã afirma que "Jesus não foi crucificado" e novo evangelho vai causar colapso


 
​​Um texto religioso encadernado em couro - provavelmente datado do século 5, porém descoberto há apenas 13 anos - vai causar o colapso do cristianismo no mundo inteiro, alega uma agência de notícias do Irã. O livro, escrito sobre pele curtida, aparentemente afirma que Jesus nunca foi crucificado e que Cristo previu a vinda do profeta Maomé. Escrito em siríaco (um dialeto do aramaico), o evangelho vaticinaria inclusive a chegada do último messias islâmico. As informações são da iraniana Basij Press e foram divulgadas pelo site conservador americano WorldNetDaily (WND).

Autoridades turcas acreditam que essa possa ser uma versão autêntica do evangelho escrito pelo discípulo Barnabé, e a imprensa iraniana afirmou que seu conteúdo vai desencadear a queda do cristianismo ao provar que o Islã é a verdadeira religião. Outras fontes, no entanto, julgaram as alegações improcedentes e a consideraram uma "risível" propaganda anticristã. A Basij Press informa que o texto foi escrito nos séculos 5 ou 6 e previu o surgimento de Maomé e da religião islâmica. Segundo a agência, o mundo cristão nega a existência de tal evangelho.


[leiamais]

No capítulo 41 do Evangelho de Barnabé, estaria escrito: "Deus se escondeu enquanto o Arcanjo Miguel os levou (Adão e Eva) para fora do céu, (e) quando Adão se virou, ele notou que sobre a porta de entrada para o céu estava escrito La elah ela Allah, Mohamad rasool Allah", que significa "Alá é o único Deus e Maomé é seu profeta".

O texto teria sido confiscado em 2000 por autoridades turcas durante um trabalho de repressão sobre gangues acusadas de contrabando de antiguidades, escavações ilegais e posse de explosivos. A descoberta, contudo, só atraiu a atenção do mundo em fevereiro deste ano, quando foi informado que o Vaticano fez uma requisição oficial para ver o livro. Ainda não se sabe se o pedido foi atendido.

As origens do suposto evangelho são desconhecidas, mas o site National Turk afirmou naquele mês que o livro foi mantido no palácio da Justiça da capital turca, Ancara, e seria transferido sob escolta policial armada para o Museu Etnográfico da cidade. Para a Basij Press, a descoberta é tão importante que vai abalar a política mundial.

"A descoberta da Bíblia original de Barnabé vai agora comprometer a Igreja e sua autoridade e revolucionar a religião no mundo", escreveu a Basij Press em seu site. "O fato mais significativo, porém, é que essa Bíblia previu a vinda do profeta Maomé e comprovou a religião do Islã."

Apesar de autoridades turcas acreditarem que o texto é verdadeiro, outros questionaram sua autenticidade. Erick Stakelbeck, um analista de terrorismo e observador próximo dos assuntos iranianos, afirmou à WND que "o regime iraniano está empenhado em erradicar o cristianismo por qualquer meio necessário, ainda que isso signifique executar cristãos convertidos, queimar Bíblias ou invadir igrejas".

Escrevendo para o site Catholic Culture, o jornalista católico Phil Lawler descreveu o conjunto de alegações como "um risível desafio iraniano ao cristianismo". Ele afirmou que "se o documento foi escrito no século 5 ou 6, não pode muito bem ter sido escrito por alguém que estava viajando com São Paulo cerca de 400 anos antes. Deve ter sido escrito por alguém reivindicando representar São Barnabé. Devemos aceitar essa alegação?", indaga Lawler. "Tenha em mente que a datação do documento é fundamental. Por volta do século 7, não era necessária muita clarividência para 'prever' a aparição de Maomé."

Fonte: Terra

______________________________________________


Isso vai abalar o cristianismo? Vai causar uma guerra religiosa?
Bons Pesadelos...

23 comentários:

Giuliana disse...

Nossa lá vem merda, foda-se a religião, q gente chata, nenhuma delas presta, ao invés d arrumarem um jeito d tentar pacificar as coisas, não, querem arrumar mais confusão...na boa, eles q peguem esse livro e enfiem...

Steve O'Malley disse...

O cristianismo já sobreviveu a tantas coisas que prometiam seu fim, não vai ser esse livrinho que vai causar o colapso da religião, no máximo a Igreja vai negar a veracidade disso como fez com outros documentos religiosos.

Polyanna Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kin Misaki disse...

Não vai acontecer nada para o cristianismo,assim como a bíblia também é muito antiga esse documento também é,ele será importante para o islamismo,assim como a bíblia é importante para o cristianismo.Cada religião tem suas crenças,agora pelo que li,o islamismo vai acreditar que cristo não foi crucificado e que maomé é o verdadeiro Deus,tá ok,isso não quer dizer que vai mudar a idéia dos cristãos.Simples assim.

Joa disse...

Fernando Thiago.....cara vá estudar um pouco de história. Tente começar pela colonização da américa....

Igor Henrique da Costa disse...

Eu sou cristão, entretanto não participo de nenhuma religião.Creio que ser cristão é ser ungido com o Santo Espírito de Deus, afinal a palavra "Cristo" significa "Ungido".Definitivamente, eu não perco o meu tempo criticando quaisquer religiões, sejam elas como forem.Entretanto creio que exista uma exímia diferença entre "crença" e "religião".Eu creio na Bíblia e em tudo quanto ela ela afirma, ainda que uns digam que haja contradições e coisas e tal, não creio nesses afirmações de terceiros.Se o islã ou qualquer outra religião estiver em guerra contra o cristianismo, que o façam, porém não serei eu quem irá rebater essa guerra, até porque não foi o ensinamento que Jesus Cristo propôs aqueles que te batem em uma das faces.
Eu não persigo e nem julgo aqueles que não creem ou creem diferente, muito pelo contrário, são seres humanos como eu e falhos como eu sou, porém meus princípios são baseados na Bíblia e eu vivo por ela e morreria se precisasse, sem dúvidas.Não é fanatismo, é fé.Fanatismo é você ser intolerante e desrespeitoso como ocorre em demasiadas situações, seja dentro do campo religioso, como no político e etc.
E eu digo mais, a própria ciência humana já fez muita gente desacreditar em qualquer tipo de divindade, sendo que se fosse para o cristianismo ou qualquer outra crença desabar, já teria ocorrido.Eu digo mais, Deus não pode ser provado cientificamente, no entanto, para mim, isso não significa que Ele não exista.Eu sei que existe, não por meio científicos, mas pela minha fé, e essa é inabalável.

wagner disse...

Não acredito na veracidade deste evangelho, como também não acredito na veracidade do oficial.

Rafael Castro disse...

Não vai derrubar o cristianismo, pq mais da metade dos devotos são uns cabeças duras filhos da puta e que não são abertos a novas opiniões ou acontecimentos,ou seja, vamos continuar pagando dizimo e ir pro céu genteeee \o/ ¬¬

Steve O'Malley disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Steve O'Malley disse...

Porra cara, não existe nada pior pra imagem dos ateus do que esses neo-ateus da internet, os caras falando parecem aqueles fundamentalistas cristãos do sul dos EUA(Que eles tando odeiam), só muda o discurso. Eles adoram entrar na internet e gritar "OLHA PRA MIM, EU SOU ATEU", eu sou ateu cara, não acredito em Deus pois não acho lógico e guardo minha opinião pra mim, e pros que pensam como eu ou perguntam minha religião. Neo-ateus da internet, vocês acham mesmo que xingando na internet, esfregando os pontos absurdos da bíblia na cara dos cristãos alguma coisa vai mudar? Sério cara, que criancice...

Gilberto Train disse...

Meu Deus, esta notícia está para lá de atrasada. O tal "Evangelho de Barnabé" já foi desmascarado como fraude no ano passado, mas a imprensa mundial sempre curte um sensacionalismo.

Teve uma ótima matéria sobre isso publicada na edição #291, de agosto de 2012, da revista britânica "Fortean Times", no qual o erudito Andrew Phillip Smith apresenta o caso e as evidências que provaram que o documento era forjado. Infelizmente, a matéria parece ter sido publicada apenas na versão impressa da revista, por que eu não encontrei a matéria on-line. Estou procurando-a - se eu a encontrar, posto o link aqui.

Alberto disse...

daqui a 500 anos uma pessoa qualquer usa o nome de uma pessoa que conviveu com o autor desse blog e cria uma biografia contando a historia desse blog e de seu autor da forma que ela bem entende... a 1500 anos depois alguem encontra a biografia e acha que tudo que foi escrito 500 anos depois desse blog ter fim é fato...

Mayara disse...

Igor Henrique da Costa... Suas palavras são agora minhas!
Sou cristã por fé e por amor, sigo a bíblia e os ensinamentos de Jesus Cristo mas isso não significa que concordo 100% com a religião. O cristianismo é a que melhor se encaixa nas coisas que acredito, o que não significa que vou abaixar minha cabeça e dizer "amém" para tudo o que os pastores falam... Até porque Deus criou (sou criacionista, obviamente) pessoas com um poderoso cérebro para que possamos pensar por conta própria.
Steve O'Malley também disse coisas muito inteligentes. Para mim o importante é respeito... Cada um na sua acreditando (ou não) no que bem entender.

Flavia Tavares disse...

Mas, esse pessoal do Islã já fala isso a centenas de anos. São uns idiotas. Eles que se preocupem com as 70 virgens no inferno.
Esse livro ou é uma falsificação barata ou é algum documento antigo do islã mesmo. Nada a ver com a religião cristã, católica ou ortodoxa.

Flavia Tavares disse...

E o que dizem os islamitas sobre as revelações mais do que provadas que a Kaaba era o Ligam do Deus Shiva e o templo em Meca dedicado a Deusa Durga, ou Akka, ou Allah? E sobre os rituais islâmicos todos com origem nos rituais da Deusa Durga, como o sacrifício dos animais, uma barbaridade que acontece até os dias de hoje?

Victor Rodrigues disse...

Cara, sei que não significa nada, mas você tem meu absoluto respeito. Sou evangelico e sempre me perguntei pq esses ateus são assim e nuncatinha visto um se manifestar com uma opinião válida. Não acredito em Maomé nem em São Jorge, mas não é por isso que vou ridiculariza-los nem tentar mudar a opinião dos outros. Cada um tem um cérebro e deve usa-lo da maneira que bem entende. Se você não acredita, tem todo o direito, cabe a mim apenas te respeitar! Abraços.

Igor Henrique da Costa disse...

Já digo que não é uma questão, necessariamente, de "respeito", mas de "tolerância".Duas palavras com significados distintos, mas que se confundem no vocabulário do povo.Respeitar tem a ver com você admirar, gostar, coisa do tipo.Tolerar, você não concorda com algo, mas co-existe com ele.Da mesma forma que eu não concordo com certas coisas, e certas coisas ou pessoas não concordam comigo, coexistimos no mesmo mundo de forma pacífica.Agora, há pessoas e coisas que são "intolerantes", que querem impor opiniões e regimes para que os outros sejam obrigados a segui-los, como se fosse uma ditadura.
Eu creio que de nada vale ferir a crença ou moral do seu próximo apenas para impor algo que você crê e imagina ser superior aquilo que este mesmo próximo crê.O seu próximo não vai respeitar o que você crê se ele não aceita isso, porém não dê brechas para que ele comece uma guerra convosco, apenas coexista e deixe cada um crer no que achar melhor.
Eu creio sim que exista uma verdade absoluta para tudo.Não creio que devamos confundir "verdade" com "o que é certo para cada um".Entretanto, devemos nos questionar e absorver tudo que julgamos ser bom para nós e para nossa sociedade, sem prejudicá-la.E não confundamos "liberdade de expressão" com "opressão".

natanprado disse...

só tao caçando motivos pra jogarem umas bombinhas!
nada demais...

Violet demise disse...

Sou Cristã e batizada na igreja católica, mas não sigo ao certo nenhuma religião ao certo, tenho minhas próprias crenças, e tenho muito respeito pela dos outros, alias acho até faascinante ver o diferente ponto de vista que cada um tem sobre essa mesma questão, nada me deixa mais indignada, do que esses fanaticos religiosos que querem impor sua religião aos outros e provar que só a religião deles esta certa, e que todas as outras estão erradas, pior do que eles só esses ateuzinhos de internet que ficam desfilando por ai gritando "eu sou ateu" e chamando os não ateus de idiotas.
Cara eu acho o seguinte, cada um tem suas crenças e seus ideias, ninguém é igual a ninguem, tanto fisicamente como psicologicamente, temos que aprender a aceitar isso, e você ateuzinho de internet ou fanatico religioso que se acham com a verdade absoluta, não são melhores que os FDP racistas que se acham superiores só pela raça, são todos uns idiotas ignorantes!!!
o mesmo vale pra esses islâmico, o nivel de ignorancia desse povo me deixa abismada, como podem querer acabar com uma religião e impor apenas uma como a correta?? são uns idiotas alienados! povo que não evoluiu com o tempo! tem mais é que se lascarem mesmo!!

Thiago de Oliveira Figueiredo disse...

Precisamos fazer o teste de carbono 14 e depois investigar sobre o livro, se for verdade finalmente teremos a prova de que jesus era 100% judeu.

TK HICK disse...

religião nao passa de um grande cancer mundial..que só serve pra cegar de fuder tudo.

Fabricio_Habbo disse...

Como disse a Giuliana, que eles se ferrem com isso rsrsrs